Jornais
FECHAR
  • Jornal VS
  • Diário de Canoas
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 13/07/2015 - 18h05
Última atualização em 13/07/2015 - 18h20

Morre o homem que colocou a Nintendo no século 21

Satoru Iwata, vítima de câncer aos 55 anos, deu alento para a companhia ao ajudar no desenvolvimento do Wii e do Nintendo DS

André Moraes - andre.moraes@gruposinos.com.br

Foto: AFP
Morreu aos 55 anos Satoru Iwata, presidente da Nintendo (veja notícia AQUI). Além do luto compreensível na empresa, também tem muita gente lembrando sua obra. Embora os empreendedores japoneses tenham essa tendência de aparecer menos e ficar mais nos bastidores (diferente das figuras ocidentais como Bill Gates, Steve Jobs e Mark Zuckerberg), também há grandes figuras na indústria oriental. É o caso de Satoru Iwata.
 
Analistas atribuem a Iwata, que era programador, o mérito de ter conduzido a Nintendo com êxito à nova geração de videogames. Ele assumiu a companhia em 2002. Enquanto a companhia tinha sido uma das grandes nos anos 90, ela vinha perdendo terreno e enfrentando problemas financeiros. Iwata ajudou desenvolver produtos como o Nintendo Wii e o DS, que ajudaram a recolocar a marca no cenário global de consoles. Entre os grandes acertos, a integração com periféricos sem fio e a acessibilidade a um público amplo, não apenas aquele dos gamers.
 
Nos últimos anos a Nintendo voltou a enfrentar problemas, e Iwata estava participando do processo de condução da marca de uma fabricante de hardware a fornecedora de soluções e apps para plataformas móveis. Entre os processos que ele iniciou está a transposição de personagens de videogames conhecidos, como Super Mario e Pikachu, para os smartphones.