Jornais
FECHAR
  • Jornal VS
  • Diário de Canoas
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 19/11/2015 - 15:56
Última atualização em 19/11/2015 - 15h57

Mikael DS apresenta o disco O Eterno Aprendiz

Rapper de Novo Hamburgo divulga o seu primeiro álbum

André Heck - andré.heck@gruposinos.com.br

Tem lançamento de qualidade no rap feito em Novo Hamburgo. Dois anos e meio depois da mixtape Juntos Somos Um, Mikael DS apresenta seu primeiro disco: O Eterno Aprendiz. O trabalho foi lançado nessa semana e está disponível para streaming via Deezer, Spotify, Rdio e no YouTube, e para venda no iTunes e Google Play. O trabalho conta com participações especiais do grupo Rafuagi, dos MC's Henry Branco, Cashias Rodriguez, Andreu e do cantor Dennis Rocha. Destaque também para as produções de Zilla Sonoro, Cashias Rodriguez, Henry Branco e DJ Matheus Lazaretti, além dos instrumentais produzidos pelo músico Dennis Rocha.
"Esse é o resultado de mais de dois anos de trabalho. Coloquei minha alma em cada track e carreguei de sentimento, esperando tocar vidas e conscientizar essa geração", destaca Mikael DS. São 16 músicas, sendo dez inéditas, além das quatro da mixtape (Sonhar e Acreditar, Déjà Vu, Apenas Mais Um Dia e Além das Palavras - Parte 2) e dois singles (Ponto de Vista e Licença Pra Chegar). Tu pode dar play lá embaixo para conferir na íntegra o álbum. O Bah!rulho também trocou uma ideia com o rapper. Se liga aí:

O que representa o lançamento desse primeiro disco para a tua caminhada no hip hop?
Representa um sonho sendo concretizado. Só quem trabalha com música de forma independente sabe o quanto é árduo o processo. Pra chegar até a conclusão desse trabalho foram dois anos e meio de muito empenho e dedicação. Chegar no dia de hoje é motivo de comemoração.

Quais os teus objetivos com esse novo trabalho?
Primeiramente, alcançar vidas, tocar almas, ver a revolução acontecendo de dentro pra fora na vida das pessoas pra que, aí sim, possamos todos juntos construir um futuro melhor. Também alcançar novos horizontes, romper as barreiras, os rótulos e fazer com que minha música alcance a todos o quanto possível, reafirmando antigos propósitos e consolidando ideias conscientes nos dias atuais.

Quais foram as tuas inspirações para as músicas desse álbum?
A vida e o aprendizado adquirido com ela. Isso engloba os meus pilares: fé, família, amigos, além das experiências que vivenciei ao longo da caminhada. De muitas situações negativas pude extrair algo positivo que serviu de aprendizado pra mim e que pode vir a contribuir na vida do meu próximo, ninguém nunca irá saber de tudo. É uma troca. Aprendemos uns com os outros.

Tua música fala em Deus e fé. Como isso é recebido pelo público do rap?
Cara, eu acredito no seguinte: a mensagem cristã que carrego de nada vale se eu for um falso moralista. Antes de mais nada eu tenho que viver aquilo que eu canto e a partir daí que se dá o respeito. O rap, diferente de outros estilos, tem essa característica. Tu antes de mais nada tem que ser verdadeiro. Quanto à mensagem das músicas, tem muita gente que se identifica com essa vertente mais consciente, fazendo assim com que os adeptos se multipliquem.

Qual a importância das participações especiais no disco?
De imensa importância! O disco não seria o mesmo sem eles. Todos representam muito pra mim. São todos grandes amigos, que me ajudaram muito pra que esse projeto se realizasse. Eu pude aprender com eles e dividir experiências, levar pra vida muitos desses momentos. Gratidão eterna aos meus amigos!