Compartilhar...

VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Atentado

Explosões deixam 34 mortos e mais de 200 feridos em Bruxelas

Autoridades afirmam se tratar de atentado terrorista; nenhum grupo reivindicou o ataque ainda
Foto: AFP
Ao menos 14 pessoas morreram nas explosões registradas no aeroporto internacional de Bruxelas
Poucos dias após a prisão, na Bélgica, de mais um terrorista envolvido nos atentados de Paris, o país se vê vítima de outro atentado na Europa. No início desta terça-feira (22) duas explosões no principal aeroporto belga e uma terceira explosão na estação de trem fez com que as autoridades elevassem o nível de segurança ao máximo. Os números de mortos e feridos ainda são desencontrados. Novo balanço provisório das autoridades fala em 34 mortos e, ao menos, 200 feridos. O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado.
O primeiro-ministro belga, Charles Michel, condenou o que classificou de "atentados cegos, violentos e covardes" que atingiram a capital belga. "Temíamos um atentado terrorista e aconteceu", lamentou. O tráfego aéreo e terrestre está fechado na Bélgica. A Alemanha, país vizinho, também aumentou o nível de segurança.

No aeroporto internacional de Bruxelas, segundo dados divulgados pela ministra da Saúde belga, Maggie de Block, 14 pessoas morreram nas duas explosões ocorridas no aeroporto e, segundo o Ministério da Justiça, 81 ficaram feridas. Testemunhas ouviram tiros na área de desembarque antes de uma pessoa gritar algo em árabe e das duas explosões registradas na manhã desta terça-feira, afirmaram várias pessoas citadas pela agência belga. Pelo menos uma delas foi provocada por um homem-bomba, segundo procuradoria local. Os ocorreram na área de embarque, perto de um balcão da companhia American Airlines. 

Imagens

  • População faz memorial em homenagem aos mortos em ataques terrorista na Bélgica - AFP

  • População faz memorial em homenagem aos mortos em ataques terrorista na Bélgica - AFP

  • Belgas foram pegos de surpresa com ataque terrorista desta terça-feira - AFP

  • População corrente de oração em homenagem aos mortos em ataques terrorista na Bélgica - AFP

  • População faz memorial em homenagem aos mortos em ataques terrorista na Bélgica - AFP

  • Ao menos 34 pessoas morreram e 170 ficaram feridas - AFP

  • Grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou o atentado - AFP

  • Imagem mostram setor de embarque do aeroporto internacional de Bruxelas momento após uma das explosões - AFP

  • Atentados mobilizaram autoridades de segurança e de saúde de toda a Bélgica - AFP

  • Autoridades evacuaram o centro de Bruxelas - AFP

  • Ao menos 170 pessoas ficaram feridas durante as explosões - STRINGER / RTL TVI / AFP

  • Área central de Bruxelas foi evacuada após explosões - AFP

  • População foi retirada do aeroporto após explosões - AFP

  • Terminal de embarque do Aeroporto Internacional de Zaventem, em Bruxelas, na Bélgica, após explosões - AFP

  • Terminal de embarque do Aeroporto Internacional de Zaventem, em Bruxelas, na Bélgica, após explosões - APF

  • Bélgica está em alerta máximo para novos ataques terroristas - APF

  • Aeroporto internacional de Bruxelas foi evacuado - APF

  • Feridos foram atendidos nos locais das explosões em Bruxelas - APF

  • Explosões no aeroporto de Bruxelas deixaram mais de 10 mortos e dezenas de feridos - APF


Foto: AFP
Imagem mostra três dos suspeitos dos ataques em Bruxelas
Uma explosão também foi registrada, pouco depois das 8 horas (4 horas de Brasília) em uma estação de metrô do bairro das instituições europeias em Bruxelas, informaram um funcionário da empresa de transporte público e testemunhas entrevistadas pela AFP. A situação era confusa diante da estação de metrô de Maalbeek, onde era possível observar uma nuvem de fumaça. Várias pessoas estavam no chão perto da entrada do metrô com os rostos ensanguentados.
Equipes de emergência foram enviadas ao local, que fica a poucos metros sede da Comissão Europeia. Em uma mensagem no Twitter, a empresa que administra o transporte público na cidade de Bruxelas anunciou o fechamento das quatro linhas de metrô. "Depois que uma ou várias explosões" aconteceram na estação, o metrô foi fechado.
As autoridades belgas reforçaram a vigilância nas centrais nucleares do país com medidas de segurança adicionais. "Os veículos estão sendo revistados. A polícia e o exército estão no local", afirmou a fonte, referindo-se às duas centrais nucleares com sete reatores com que conta o país.  

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS