Compartilhar...

VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Colômbia

Acidente com avião da Chapecoense deixa 71 mortos

Quatro pessoas não embarcaram de última hora
  • Acidente na Colômbia comoveu o mundo do futebol
    Foto: Polícia de Antioquia/Colômbia
  • Avião caiu em região rodeada de montanhas e de difícil acesso
    Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP
  • Avião tinha como destino a cidade de Medellín; aeronave havia feito escala da cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra
    Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP
  • Corpos ficaram espalhados junto ao local da queda do avião
    Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP
  • Dezenas de equipes de socorro participaram da operação de resgate de sobreviventes e corpos
    Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP
  • Causas do acidente ainda são desconhecidas, mas piloto liberou combustível para que aeronave não explodisse na queda
    Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP
  • Avião caiu em uma região montanhosa próxima à cidade de Medellín, destino final da delegação
    Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP
A polícia colombiana confirmou, na tarde desta terça-feira (29), que havia 77 pessoas a bordo do avião que sofreu acidente na Colômbia, por volta da 0h30 de hoje.
"As operações de busca e resgate resultaram na retirada de 71 corpos e seis sobreviventes estão sendo atendidos em centros de assistência, para um total de 77 pessoas", informou a Unidade Nacional para o Gerenciamento de Risco de desastres (UNGRD) em um comunicado.
O balanço anterior relatava a morte de 75 pessoas, mas o número final caiu para 71, depois da confirmação de que quatro passageiros não embarcaram de última hora.
São 71 vítimas fatais, dessas 19 eram jogadores da Chapecoense, que viajava à Colômbia para enfrentar o Atlético Nacional, pela primeira partida da final da Copa Sul-Americana. Havia ainda 21 jornalistas e nove tripulantes a bordo. 
Os sobreviventes são o lateral Alan Ruschel, o goleiro Jackson Follmann, o zagueiro Hélio Hermito Zamper Neto, além do jornalista brasileiro Rafael Henzel e os tripulantes Ximena Suárez, comissária de bordo, e Erwin Tumiri, técnico da aeronave. 
O avião de matrícula boliviana CP2933 da empresa Lamia se declarou em emergência por "falhas elétricas" às 22 horas no horário local (1 hora de Brasília), a 50 km de Medellín.
"Conversei nesta manhã com o presidente (Michel) Temer para expressar pessoalmente minhas condolências ao povo brasileiro e oferecer nossa cooperação nestes momentos difíceis", disse o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos.
"Neste momento avançam as investigações sobre as circunstâncias exatas e possíveis causas desta triste tragédia", completou o mandatário.
As autoridades britânicas anunciaram o envio à Colômbia de três investigadores à cena do acidente de avião, fabricado pela British Aerospace.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS