Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Motores
Serviço

Dando um brilho na caranga

Confira cinco dicas para lavar o carro em casa e evitar danos à pintura
Adair Santos/GES-Especial
Lavagem deve ser feita sempre à sombra. Só não pode faltar vontade de esfregar a lataria
Quem é realmente apaixonado por carro faz questão de lavar a própria caranga. Evita deixá-lo em lavagens cuja qualidade dos serviços é duvidosa e jamais, jamais, submete a lataria à agressividade das escovas rotativas de um lava-rápido. Por isso, elaboramos uma cartilha contendo cinco dicas para dar aquele brilho extra e ainda economizar entre 30 reais e 50 reais.
Lavar o carro ou a picape é uma arte e, assim como fazer um bom churrasco, tem todo um ritual. Alguns gostam de ouvir música e até beber uma cerveja. Independentemente disso, o bom é ter o mínimo de espaço necessário para executar a tarefa – mais complicada para quem mora em apartamento. Mas por mais superficial que seja a higienização que você fizer, tenha em mente que pelo menos a lataria estará livre dos desengraxantes que muitas lavagens passam e acabam tirando o verniz da pintura, que fica opaca.
Adair Santos/GES-Especial
Paixão de Carlos Citto acabou se transformando em renda extra
Motorista profissional, o hamburguense Carlos Citto, 45 anos, gosta tanto de lavar carros que chega ao ponto de limpar até parafusos de seu Chevrolet Corsa. ‘‘Sou fanático por limpeza, mas um bom serviço exige dedicação e técnica’’, explica. A notícia de seu perfeccionismo se espalhou e o hobby transformou-se em uma fonte extra de renda: amigos levam seus veículos para ele limpar.
1 - Lavagem
Adair Santos/GES-Especial
Use xampu automotivo, nunca detergente de cozinha. Afinal, seu carro não é louça...

O ideal é ter um lava-jato, mas uma mangueira com boa pressão já dá conta do recado. Lave o carro na sombra para evitar manchas. Nas laterais, a parte abaixo dos frisos costuma juntar a sujeira mais grossa. Por isso, comece pelo teto, capô e parte de cima. Use luva ou um pano de microfibra (três unidades podem ser compradas em lojas de autopeças por R$ 9,90), mas nunca recorrra a esponjas. Para a parte abaixo dos frisos, troque a água do balde e use outro pano limpo. Utilize xampu automotivo com cera, que não agride a pintura, e evite a todo custo detergentes de cozinha, mesmo os neutros. Lembre-se: seu carro não é um prato, nem um talher.
Adair Santos/GES-Especial
Lava-jato ajuda a tirar a sujeira mais grossa, que geralmente se concentra abaixo da linha dos frisos laterais
2 - Secagem
Adair Santos/GES-Especial
Panos de microfibra são a melhor alternativa para lavar e secar

Nesta etapa, use outro pano de microfibra limpo para não arranhar a pintura com a sujeira que ficou impregnada naqueles utilizados para a lavagem. Depois que o carro estiver seco, é indicada a aplicação de cera automotiva, que protege contra os efeitos nocivos do sol, por exemplo.
3 - Higienização interna
Adair Santos/GES-Especial
Carro limpo por fora e sujo por dentro? Nem pensar. O aspirador resolve boa parte dos seus problemas

Comece a limpeza do interior passando aspirador de pó no assoalho e nos carpetes, além daqueles cantinhos que insistem em acumular sujeira. Utilize um pincel específico para remover poeira de lugares mais difíceis, como saídas de ventilação, porta-objetos e peças próximo à manopla do câmbio.
Adair Santos/GES-Especial
Toalha macia é indicada para remover a poeira do painel
No painel, basta um pano úmido, mas produtos à base de silicone também podem ser utilizados. Cuidado, porém, com alguns géis específicos à base de álcool, pois com o tempo podem causar manchas e até rachaduras. Nos bancos em couro, passe hidratante específico (um frasco com 200 ml sai por 30 reais) para limpar e evitar ressecamento. Se preferir, use um odorizador em spray para dar um toque final na cabine. Alguns produtos à venda simulam até o ''cheiro de carro novo''.  
Adair Santos/GES-Especial
Um odorizador pode ser utilizado para deixar a cabine com cheiro agradável
4 - Motor
A lavagem do motor só é recomenda quando estiver muito sujo ou enlameado, devendo ser realizada por profissionais para minimizar a chance de danos elétricos. Entretanto, se a cada lavagem do carro um pano úmido for passado na tampa do cabeçote e nas proteções de componentes como a bateria, além de extremidades internas do capô, o propulsor permanecerá sempre com o aspecto de limpo. Confira abaixo a diferença que um pano úmido faz.
Antes
Pneu
Depois
Motor
5 - Pneu pretinho
De nada adianta a lataria estar tinindo se os pneus, mesmo limpos, estiverem com aspecto de sujo. O velho e bom preteador – ou o popular ‘‘pneu pretinho’’ – contribui para um visual final impecável. Um litro pode ser comprado em lojas de produtos químicos por cerca de 12 reais. A aplicação deve ser feita com um pincel ou uma esponja. Não ter o preteador em casa também não é um problema: um produto caseiro pode ser feito rapidamente (confira ao lado). Na Internet, há muitas receitas disponíveis, mas muitas delas evolvem a mistura de vários produtos que você certamente não terá à mão e exigirá uma ida às compras. Neste caso, é mais fácil sair para comprar um bom preteador.
Antes
Pneu
Depois
Pneu
Faça você mesmo
Há uma fórmula descomplicada e rápida de fazer o preteador caseiro: basta misturar duas colheres grandes de açúcar em um copo d’água e aplicar na lateral do pneu. O resultado é bom, quase próximo do produto químico, mas o inconveniente é que ao longo dos dias acumula um pouco de poeira.
Fórmula caseira: duas colheres de açúcar e um copo d'água

Motores

por Adair Santos
abcmotores@gruposinos.com.br

Gasolina na veia - O tricampeão de Fórmula 1 Nelson Piquet sempre alardeava que nas suas veias não corria hemoglobina, e sim gasolina. Uma anomalia genética que atinge milhões de pessoas no mundo e, pelo jeito, não tem cura. Jornalista há 15 anos, Adair Santos é um desses anormais que literalmente respiram tudo que diz respeito a veículos. Editor do caderno Motores, que circula semanalmente às quartas-feiras no Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas, é apaixonado por carros, motos e aviões - ou seja, tudo o que tem motor, exceto a maquininha de obturação do dentista. Motores invade a rede - Os carros recém-lançados, aqueles protótipos bizarros que talvez nunca cheguem às ruas, dicas úteis sobre veículos e testes exclusivos. Além da versão impressa, que circula semanalmente às quartas-feiras no Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas, agora as notícias sobre veículos contam com este importantíssimo espaço virtual para serem divulgadas. Não deixe de participar mandando sugestões e, quem sabe, até um flagrante fotográfico de um veículo que ainda está em fase de testes e futuramente vai ser fabricado no Brasil. Eu e minha máquina - Se você tem orgulho da sua máquina, seja ela um carro antigo ou novo, motocicleta, um triciclo ou até bicicleta, envie sua foto. Junto, informe seu nome completo e idade, cidade onde reside, telefone para contato, marca, modelo, ano de fabricação do veículo e desde quando tem ele na garagem. Mas atenção: não vale mandar só a foto do carro ou moto, você também tem que aparecer na imagem. Então, mãos à obra: passe uma cera na lataria, um gel no cabelo e faça o registro fotográfico.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS