Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Heda Seffrin

Cordialidade e as relações sociais

Leia artigo de Heda Seffrin
Heda SeffrinHeda Seffrin é apresentadora de TV e consultora de etiqueta e gastronomia
Nossa comunicação é nova, mas precisamos conservar as tradições sociais baseadas na gentileza, na amabilidade e na delicadeza. Cordialidade não é um assunto banal ou sem importância, ela está atrelada à educação, ao respeito ao próximo. É preciso aprender as novas regras de etiqueta e as antigas que muitas vezes se modificam com o passar dos tempos.
Entre conviver socialmente e fazer vida social existem diferenças em ambos os conceitos A convivência em sociedade é inevitável e desejável, e a vida social pode reduzir-se a uma restrita participação em acontecimentos especiais.
Partilhar com os nossos familiares, amigos e vizinhos todos os momentos importantes e festivos da nossa vida é uma forma atualizada da vida social de antigamente. O que mudou foi o estilo, a forma de comportamento em sociedade.
Antigamente, a cordialidade e as relações sociais eram ensinadas pelos nossos pais, ou até na escola nas regras de civilidade. Hoje, com os sistemas de comunicação, a vida é cada vez mais corrida e já não existe mais tempo para a cordialidade. Mas você deve pensar: “Eu sou o meu cartão de visita.”
A arte de bem conversar: requer sensibilidade e um toque de emoção. Nada mais desagradável perceber que há falsidade de “um bom dia, boa tarde”. O sorriso espontâneo, mesmo ao telefone, é percebido e demonstra bem-estar. Tudo isto é cordialidade.
A sociedade humana, no seu caminho partilhado com as normas de convivência na atualidade, não restringe a liberdade de ninguém, mas sim códigos de conduta que ajudam a saber o que fazer e se comportar em momentos da sua vida. Portanto, do seu conhecimento depende que sejamos ou não aceitos em certas circunstâncias.
As boas maneiras, delicadeza, bom senso e muitas vezes a tolerância formam um conjunto de valores em que se apoia a harmonia familiar, o nosso trabalho, os nossos amigos, que pontuam a nossa existência no nosso dia-a-dia. Tudo isto é cordialidade.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS