Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Em Esteio

Temer comete gafe e diz que Saúde economizou 800 milhões de ''Cruzeiros''

Presidente entregou ambulâncias a prefeitos do Estado na manhã de hoje; no discurso sobre saúde, ele errou a moeda vigente do País
Edna Cardoso/Divulgação
Temer esteve em Esteio na manhã desta segunda-feira (9)
O presidente Michel Temer cometeu uma gafe durante o discurso na cerimônia de entrega de ambulâncias para prefeituras do Estado, em Esteio, na manhã desta segunda-feira (9). Enquanto falava sobre as obras do governo federal, com grande, o presidente trocou a moeda vigente no País e causou um certo burburinho no Parque de Exposições Assis Brasil. Os aliados presentes no palco, como os ministros Ricardo Barros (Saúde), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Osmar Terra (Desenvolvimento Social), bem como o governador José Ivo Sartori (PMDB-RS) e o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan (PSDB-RS), deram pouco caso da gafe. Mas a plateia presente chegou a mostrar um tom de graça, com alguns cochichos e sorrisos amarelos.
"Em pouquíssimo tempo, ele [Ricardo Barros, ministro da Saúde] anunciou a economia de 800 milhões de Cruzeiros, que significam novas UPAs, novas UBSs e também novas ambulâncias", disse Temer.

Atos e protestos

O presidente foi recebido com protestos no lado de fora do Parque de Exposições. Sindicalistas ligados à CUT e Cpers protestaram por reajuste salarial e o pagamento integral do 13º salário por parte do governo gaúcho. Um forte aparato de segurança foi montado, com policiais militares, Exército e Polícia Rodoviária Federal. Os protestos foram realizados no portão 7, localizado no lado contrário onde Temer desembarcaria de um helicóptero.

Durante a cerimônia, Temer anunciou que um dos cinco presídios federais de segurança máxima que o governo planeja construir será erguido no Estado. A construção de novas prisões foi anunciada na última semana, e visa sanar a forte crise no sistema penitenciário do País, que contou com cerca de 100 mortos em chacinas na Região Norte. "Vamos construir cinco presídios federais de segurança máxima, um deles será aqui no Rio Grande do Sul" afirmou Temer.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS