Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Bairro Diehl

Homem é preso por homicídio em bar em Novo Hamburgo

Acusado disse que queria se vingar por causa de uma telha mas a história não convenceu os policiais
Tatiana Hentz/GES-Especial
Sebastião Pires da Silva, 53 anos, foi supreendido por mandado de prisão preventiva ao ir na DP
Foi preso na tarde de segunda-feira um homem de 53 anos acusado de matar com dois tiros Elias Marques, 56 anos, no final de novembro passado em um bar no bairro Diehl, em Novo Hamburgo. Sebastião Pires da Silva foi chamado para dar mais informações sobre a morte de Marques com quem participava de uma confraternização, quando foi surpreendido com um mandado de prisão preventiva na delegacia de Homicídios.
Segundo o titular da delegacia especializada, Enizaldo Plentz, o acusado não se arrependeu do crime e fez inclusive ameaças durante a confissão. "Não é por quê o cara se apresenta com advogado que ele não vai preso. Prendemos na cara do advogado. É um cara perigoso e precisa estar preso. Ele disse que quando sair vai matar mais gente, falou que matou e mataria de novo. Isso é um caso de coação de curso de processo, ou seja, ele intimida as testemunhas através de ameaças para que não falem". O setor de investigações da delegacia também levantou que Silva estava se escondendo em Santa Catarina. "Encontramos no bolso dele uma passagem de volta de Chapecó, ele estava se escondendo lá" acredita um dos policiais.
Vingança por causa de algo feito há 30 anos
A versão inicial dada pelo acusado foi tida pela Polícia como fraca. "Foi uma história esdrúxula esta que ele inventou. A briga foi por conta de uma amante". O acusado havia dito para Polícia que matou Marques por vingança: a vítima havia jogado uma telha contra a testa de Silva há cerca de 30 anos. Marques foi morto às 17h30 do dia 27 de novembro durante uma festa de confraternização. Os dois teriam se desentendido por causa de ciúmes segundo a investigação. Silva saiu do estabelecimento, buscou uma arma e voltou ao bar, matando Marques com dois tiros. A vítima estava sentada quando foi atingida pelos disparos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS