Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Roselância

Sem antecedentes, dono de oficina de motos foi morto com 12 tiros

Crime aconteceu na tarde de quinta-feira; Polícia investiga motivação

Fábio Radke/ GES-Especial
Dono de oficina foi morto a tiros no bairro Roselândia
Um homem foi executado a tiros na tarde desta quinta-feira (16) em uma oficina de motos na Rua Granada, no bairro Roselândia, em Novo Hamburgo. De acordo com a Brigada Militar, por volta das 15h30, uma série de disparos foram efetuados no interior do estabelecimento. A vítima foi identificada como Thiago Port, 28 anos, mecânico e dono da Scoob Motos.

Conforme investigações iniciais da Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo, dois homens teriam chegado em uma moto disparando contra Port. “Foram em torno de 12 tiros que atingiram a região do abdome, pescoço e rosto. Estamos verificando várias hipóteses”, declara o delegado Enizaldo Plentz. Não há confirmação por parte da Polícia se houve o roubo de algo na oficina. Familiares acreditam que uma motocicleta Biz teria sido levada do local.

 

Segundo Plentz, Port, também conhecido como Scoob, não tinha antecedentes criminais. “Somente se envolveu em um episódio de lesão corporal e outro de direção perigosa”, detalha o delegado Plentz. Ainda não há suspeitos de autoria do crime.

"Sempre tem bons e ruins no meio"

A família de Scoob reside a poucos metros de onde funciona a oficina. Apaixonado por moto e velocidade, o jovem já tinha o estabelecimento que oferecia serviços de mecânica, peças, acessórios e preparações há mais de cinco anos na Rua Granada. Segundo o pai da vítima, Celso Port, o filho não tinha problemas com ninguém. “Sempre alertei muito ele. Tem muito guri em tua volta sempre fazendo churrasco e festa. Sempre tem os bons e os ruins no meio”, disse o pai.

Familiares acreditam que uma outra pessoa ainda estava no cenário do crime no instante em que o mecânico foi baleado. Esse alguém não identificado teria conseguido escapar.

13ª vítima no município

O assassinato cometido na tarde de ontem no bairro Roselândia aumenta para 13 o número de mortes violentas em Novo Hamburgo. Em janeiro foram oito homicídios, somente um a mais em relação ao mesmo mês do ano passado. Já nos 16 dias de fevereiro são cinco casos. Segundo o delegado Plentz, a maioria tem algum tipo de relação com o tráfico de drogas. Antes da morte de ontem, outro caso havia sido registrado no Município no último dia 8. Na ocasião, Jailson Müller da Silva, 20, foi executado no bairro Santo Afonso, com pelo menos um tiro no cabeça. O crime aconteceu por volta das 23 horas, na Rua da Divisa.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS