Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Verão Alternativo
Dica para o semana

A deliciosa combinação de água e vento em uma das nascentes do Rio Caí, na Serra Gaúcha

O Salto Ventoso, em Farroupilha, é a quinta parada do Verão Alternativo

Do alto da Serra Gaúcha, as águas do Arroio Pinhal fazem graça descendo as montanhas de Farroupilha. Antes de se transformar em Arroio Forromeco e somar-se ao Rio Caí, em Bom Princípio, essa jornada tem o incrível Salto Ventoso pela frente. Uma queda de 56 metros de altura em um parque com infraestrutura completa e, mais do que isso, com várias atrações ao visitante. O roteiro de hoje (17) marca a primeira metade da websérie Verão Alternativo, que está no ar nos sites do jornais do Grupo Sinos desde o dia 3 de fevereiro. Serão mais cinco programas até o dia 7 de março.

Apesar dos quase 10 quilômetros de estrada de chão – tanto pelo acesso pela cidade Carlos Barbosa quanto por Farroupilha –, o Parque Salto Ventoso é uma ótima opção para um passeio acessível a todo tipo de público. Isso porque o local tem trilhas largas, passarelas e belvederes metálicos que ajudam o visitante a ir a qualquer lugar. Até mesmo atrás da queda d’água, o que é um visual de encher os olhos.

A limitação ao banho não impede molhar os pés nas águas do Salto Ventoso. Mas por apenas 8 reais é possível também fazer um pic-nic ao ar livre ou em mesas, almoçar por lá mesmo – em restaurante pago a parte – ou então, conhecer a história daquela região, como a saga da família Versteg, sequestrada por indígenas em 1868. Também há as ruínas da Residência Aguiar, que pertencia a um afortunado homem que tentou empreender uma luxuosa habitação no local. "Estamos sempre vendo o que pode ser feito. As melhorias no parque são um incentivo da prefeitura para estimular o turismo em Farroupilha. Mas pretendemos colocar um serviço de tirolesa, que irá atravessar pela frente da cascata e também estamos pensando fazer mais trilhas pela área", explica o proprietário Nelson Werner, que toca o empreendimento em uma parceria com a Prefeitura de Farroupilha.

  • Vista do fundo do Salto Ventoso é impressionante de qualquer ângulo
    Foto: GES-Especial
  • Passarela metálica proporciona acessibilidade e segurança a um lugar que tinha tudo para ser muito perigoso no Salto Ventoso
    Foto: GES-Especial
  • Vista frontal do Salto Ventoso, a partir de um belvedere no lado de fora do parque, na estrada que liga o local a São Vendelino
    Foto: GES-Especial
  • Águas do Arroio Pinhal chegam vagarosas antes de cair no perau do Salto Ventoso
    Foto: GES-Especial
  • Alto do Salto Ventoso é muito caprichado, com vegetação rasteira e pedras
    Foto: GES-Especial
  • Do belvedere metálico também dá para ter uma vista panorâmica em direção ao Vale do Caí
    Foto: GES-Especial
  • Vista do Salto Ventoso a partir de uma plataforma metálica que avança penhasco a fora
    Foto: GES-Especial
  • Placas informam um pouco das histórias do Santo Ventoso. Também há outras pelo parque que indicam localização das instalações e trilhas
    Foto: GES-Especial
  • Quem nunca pensou em ficar atrás de uma queda d'água sem se molhar? No Salto Ventoso é possível
    Foto: GES-Especial

A localização serrana – de temperatura amena, com ventos que sopram constantemente – e mais as sombras da mata fechada proporcionam um refrescante dia de verão. Mas o Salto Ventoso também é uma ótima pedida para o lindo período de outono, que chega após o dia 20 de março. Como o parque é bem cuidado e limpo, serão apenas as folhas dos plátanos que farão companhia ao turista.

Melhor caminho é por Carlos Barbosa

A reportagem percorreu e conferiu que a qualidade da estrada por Carlos Barbosa é melhor. O caminho de partida para quem está na Grande Porto Alegre ou Vale do Sinos, é pegar a RS-240 em São Leopoldo, seguindo pela RS-122 a partir de Portão até São Vendelino. Por lá, siga pela RS-446 até Carlos Barbosa. O ponto de referência é o caminho Desvio Machado. A partir deste ponto, são quase 10 km de estrada de chão. Ao todo, são cerca de 85 km de deslocamento.

Outras informações podem ser obtidas na página do Salto Ventoso no Facebook ou pelos telefones (54)99693-8711/(54)3259-1091.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS