Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Gauchão

Contra o líder Noia, Grêmio deve mudar o esquema

Tricolor não terá Barrios; Everton é o mais cotado para entrar

Lucas Uebel/Grêmio/Lucas Uebel/Grêmio
Everton deve ser a opção de Renato contra o Noia
Foi o primeiro teste de fogo utilizando Lucas Barrios como referência no ataque. E fracassou. No domingo, o Grêmio não produziu como vinha produzindo e criou muito pouco. As infiltrações, o toque de bola e as jogadas de aproximação foram praticamente ausentes no empate em 1 a 1 com o Veranópolis. Mas para o jogo contra o Novo Hamburgo, nesta quarta-feira, no Estádio do Vale, o Tricolor deverá ter o retorno do antigo esquema, sem a referência no ataque. Isso porque, Barrios sofreu um edema na coxa e será baixa nas próximas duas rodadas. Para repor a ausência do atacante, Renato Portaluppi terá duas opções: Everton ou Fernandinho. E a decisão deverá ser escolhida durante o treinamento desta terça-feira, o último antes do embate contra o líder do Gauchão.

Em coletiva no final do jogo contra o time da Serra, Renato destacou a dificuldade do time após mudar a forma de jogar e afirmou que as vaias foram justas. “Eles exageraram nesse sentido, de toda a bola procurar o Barrios. Não estamos acostumados a jogar dessa forma. Estamos acostumados a tocar a bola. Insistimos nessa jogada. Não criamos muita coisa, não. Hoje (domingo), por exemplo, as vaias foram merecidas. Corrigi, chamei atenção do grupo. Jogamos de forma diferente, com um centroavante de área. Fiquei satisfeito no Gre-Nal, na Libertadores. Mas hoje caímos de rendimento, em especial no primeiro tempo.”

Azuis

Nesta segunda-feira, três dos principais jogadores do Grêmio estiveram no gramado do CT. Geromel, Maicon e Marcelo Grohe fizeram apenas um trabalho de fisioterapia, mas seguem como desfalques.

Praticamente acertado com o volante Damián Musto, o Grêmio tenta reduzir a pedida de 1,5 milhão de dólares para concretizar a negociação.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS