Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Rock de luto

Pioneiro do rock n' roll, Chuck Berry morre aos 90 anos

Polícia respondeu a uma emergência médica e o encontrou inconsciente

A lenda do rock n' roll Chuck Berry morreu neste sábado aos 90 anos, conforme informações da polícia do estado americano do Missouri. "O Departamento de Polícia do Condado de St. Charles confirma com tristeza a morte de Charles Edward Anderson Berry pai, mais conhecido como o músico lendário Chuck Berry", disse o departamento no Facebook. A polícia respondeu a uma emergência médica em uma casa na área, que fica no leste do estado de Missouri, perto da cidade de St. Louis. Os agentes encontraram Chuck inconsciente e não conseguiram reanimá-lo, disse o comunicado. A causa da morte ainda não foi confirmada. 

Berry, guitarrista e cantor, era conhecido por sucessos como "Roll Over Beethoven" e "Sweet Little Sixteen" nos anos 50 e 60. Considerado um dos criadores do rock'n roll, Chuck Berry ajudou a definir a cultura popular da década de 1950 e o futuro da música combinando o Rhythm & Blues, a guitarra country e uma performance única nos palcos. Seu hit de 1958 "Johnny B. Goode" foi tão influente que foi escolhido pelo programa espacial dos Estados Unidos para representar o gênero rock para possíveis ouvintes extraterrestres na sonda espacial Voyager.

No último 18 de outubro, ao completar 90 anos, Berry anunciou o lançamento do seu primeiro álbum em 38 anos. O álbum, intitulado "Chuck", foi gravado em um estúdio perto de Saint Louis, sua cidade natal, e deve ser lançado no decorrer deste ano. Berry, considerado um dos melhores guitarristas de todos os tempos, dedicou o disco à sua esposa, Themetta Berry, com quem viveu durante os últimos 68 anos. "Querida, estou ficando velho! Trabalhei durante muito tempo neste disco. Agora posso pendurar as chuteiras", disse o cantor então em um comunicado. 

Berry gravou o novo álbum com a banda que lhe acompanhou durante duas décadas de apresentações no Blueberry Club em Saint Louis e na qual seu filho Charles Berry Jr. toca guitarra. Chuck Berry foi parte do primeiro grupo de cantores a entrar no Hall da Fama do Rock and Roll de Cleveland (Ohio) em sua abertura, em 1986.

Chuck Berry


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS