Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Angela Maieski

Res non verba

Leia artigo de Angela Maieski

Angela MaieskiAngela Maieski é professora

amaieski@sinos.net

Os últimos anos foram marcados por greves do magistério pelo País afora. As reivindicações são muitas, mas a mais significativa é o descumprimento da lei. Não por parte dos professores, mas dos governos ao não pagar o Piso Nacional do Magistério. Professores não quebraram o Estado, conforme dito por um colunista, mas vivem sim num outro mundo, bem aquém das mordomias dispensadas à elite do funcionalismo público que conta com assessores, cartões corporativos, auxílio gasolina, passagens aéreas e outras benesses. Professores têm plano de carreira, mas há milhares com contratos emergenciais ou temporários, sem direito dos concursados e sem o amparo da legislação trabalhista. São, talvez, o último bastião entre o caos e a barbárie que acomete a sociedade sem que o Estado assegure uma das necessidades básicas do ser humano, que é a segurança. Tentam educar além de ensinar, mas a classe tem se transformado em saco de pancada, literalmente e simbolicamente. A violência nas escolas se alastra de forma alarmante. A greve pode não ser solução, mas não há uma única proposta que melhore as condições de trabalho ou dê segurança aos alunos e professores. Fatos e não palavras (como na expressão em latim do título), pois essas nem sempre são ditas com propriedade.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS