Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Marcos Schmidt

Simples e eficaz

Leia opinião de Marcos Schmidt

Pastor Marcos Schmidt Marcos Schmidt é pastor luterano

marcos.ielb@gmail.com

A violência faz do Brasil um dos países mais perigosos do mundo. Não está em guerra com os outros, está em guerra consigo mesmo. Em quatro anos de guerra na Síria, morreram 256 mil pessoas. E no Brasil? Em torno de 280 mil foram assassinadas no mesmo período. O nosso País verde-amarelo manchado de sangue tem 11% dos assassinatos no mundo. São aproximadamente 57 mil homicídios por ano, 156 por dia, 29 mortes em cada 100 mil pessoas. Os países do chamado “primeiro mundo” possuem a média de um assassinato para cada 100 mil pessoas. São números aterrorizantes.

O grande escândalo é que um terço desses homicídios é causado por motivos fúteis, assim classificadas as brigas de trânsito, discórdias domésticas e discussões entre pessoas alcoolizadas. A violência, portanto, não está apenas nos latrocínios, assaltos à mão armada, tráfico de drogas e crimes passionais. Mata-se no Brasil por qualquer motivo, como aconteceu dias atrás numa escola gaúcha de Ensino Fundamental, quando uma menina de 14 anos foi estrangulada.

“É do coração”, diz Jesus, “que vêm os crimes de morte”, e o jeito para neutralizar a violência é fazer um recall lá na fábrica. Ou, como disse Jesus a Nicodemos, é preciso nascer outra vez. Como? A dúvida do professor Nico tem resposta imediata e certeira: É preciso nascer da água e do Espírito (João 3.5). Claro, o Salvador trata de uma questão espiritual, aquilo que não cabe ao cérebro e músculos, aos governantes, políticos e polícia. Mas essa gente está pedindo água e não sabe mais o que fazer.

Quando não sabemos mais o que fazer, então é a hora de deixar que alguém faça aquilo que não sabemos nem podemos fazer. Este alguém é Deus, que nos “libertou do poder da escuridão e nos trouxe em segurança para o Reino do seu Filho amado” (Colossenses 2.13). E assim, a solução: “Livrem-se de tudo isto: da raiva, da paixão e dos sentimentos de ódio. E que não saia da boca de vocês nenhum insulto (...) Vistam-se de misericórdia, de bondade, de humildade, de delicadeza e de paciência (...) Que a paz que Cristo dá dirija vocês nas suas decisões” (3.8-12). Simples e eficaz.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS