Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Final da tarde

Bandidos fazem arrastão na BR-116 em São Leopoldo

Pelo menos três bandidos armados praticaram os crimes na cidade nesta quinta-feira

Franceli Stefani/GES-Especial
Criminosos roubaram quatro condutores que ficaram trancados no congestionamento da BR-116

Franceli Stefani/GES-Especial
Por volta das 16 horas, sala da PRF percebeu suspeitos na rodovia, mas eles conseguiram fugir da guarnição

A onda de insegurança que assola o Vale do Sinos fez novas vítimas na tarde desta quinta-feira (16), desta vez no engarrafamento da BR-116, em São Leopoldo, sentido capital/interior. Quatro condutores foram assaltados em um arrastão promovido por, pelo menos, três delinquentes armados, na altura do quilômetro 247, nas proximidades do viaduto de acesso à área central da cidade. De acordo com relato de testemunhas, todos os bandidos estavam armados e agiram com rapidez. Eles aproveitaram o fluxo intenso e com velocidade reduzida e abordaram os motoristas. Bolsas, aparelhos telefônicos e carteiras foram subtraídos.

A sequência de roubos aconteceu por volta das 17 horas, um dos horários de fluxo de veículos mais intenso. Mais cedo, por volta das 16 horas, o agente da sala de operações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no bairro Scharlau, percebeu uma movimentação suspeita no ponto em que aconteceu o crime através das câmeras de monitoramento e avisou a ronda, que patrulhava a rodovia. “A equipe identificou três suspeitos, nas proximidades da rodoviária, que fugiram ao identificarem a viatura e correram em direção ao Centro de São Leopoldo, não sendo alcançados”, detalha o chefe da primeira delegacia da PRF, Cássio Garcez.

O agente pondera que esse tipo de crime não é comum no Município e é a primeira vez que é registrado na cidade. “Ele é característico de usuários de drogas que praticam essas ações munidos de facas ou armas de brinquedo, para sustentarem o vício”, acrescenta. Buscas foram feitas no entorno da região em que aconteceu o arrastão, algumas pessoas foram abordadas e identificadas, mas nenhuma foi presa.

Apenas uma, das quatro vítimas - que informaram o caso à reportagem - foi até a sede da polícia para relatar o que havia acontecido na 116. O condutor relatou que um homem, armado com revólver, levou seus pertences. Até a publicação desta notícia nenhuma ocorrência havia sido registrada na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) do Município. Garcez lembra que é importante que qualquer veículo ou pessoa suspeita deve ser informado à PRF, através do 191.

Policiamento em motos

A partir da tarde desta sexta-feira (17) a PRF ganhará mobilidade e os motoristas que trafegam pela BR-116 terão mais segurança. O chefe da primeira delegacia anunciou que o trecho contará com policiamento por motos, para reforçar o trecho em que ocorre engarrafamento nos horários de pico. “Todos os dias mantemos rondas no trecho para coibir essas práticas, mas pela extensão da via, pelo volume de ocorrências e pela dificuldade de transitar com viaturas automóveis, não é possível estar em todos os pontos críticos”, pondera.

Como a polícia possui um grupo de motociclistas, ele foi acionado e estará com maior frequência na região metropolitana. “Além disso, remanejaremos alguns policiais que atuam em automóveis para atuar nesses horários em motocicletas”, acrescenta. Ainda, conforme Garcez, os assaltos estão devidamente mapeados e os suspeitos sendo identificados. “Temos dois pontos, próximo ao acesso para o condomínio Charrua, onde há pontos de tráfico e entre São Leopoldo e Novo Hamburgo, próximo a Avenida Sete de Setembro, ao lado da subestação de energia”, pontua.

Segundo o agente, esses pontos são monitorados constantemente, porém como a viatura não pode permanecer o tempo todo no endereço, os criminosos aproveitam a ausência da polícia para praticar roubos. “Usualmente eles não tem armas e apresentam objetos que possam se assemelhar a armas ou facas, além do aumento do policiamento nessas regiões, estamos trabalhando em conjunto com a Prefeitura de São Leopoldo para fiscalizar e fechar os imóveis que estão abandonados à margem da rodovia.”

#Paz pede mais efetivo

Divulgação/
Crime aconteceu no sentido capital/interior na tarde desta quinta-feira

Depois do anúncio do governo do Estado, na manhã de quarta-feira, de que o efetivo da operação Avante da Brigada Militar não virá para o Vale do Sinos, dois crimes que assustaram ainda mais a população leopoldense foram registrados. Na quarta, um dois homens foram assassinados a tiros no bairro Arroio da Manteiga no início da noite, e nesta quinta-feira, pela primeira vez, motoristas foram roubados enquanto a BR-116 estava congestionada. O coordenador do Movimento #Paz em São Leopoldo, Rogério Daniel da Silva, diz que é preciso de mais policiamento na cidade. “Por mais que a sociedade civil se organize para tentar auxiliar nos assuntos de insegurança, a exemplo do que fazemos no movimento, há toda uma defasagem de policiamento que agrava casos como esses e sob os quais a sociedade não tem como interferir”, pondera.

Silva diz que é preciso que as autoridades volte os olhos para a região. “É lamentável que um dia após sermos informados que são Leopoldo não será contemplado com mais efetivo da Brigada Militar, tenhamos uma nova onde de criminalidade, agora atacando motoristas parados no congestionamento. Presídio e mais efetivo são necessidades urgentes que temos discutido e pretendemos reforçar e exigir providencias quanto a isso.”


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS