Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Sistema respiratório

Feevale oferece tratamento para Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Relacionado ao tabagismo, problema se caracteriza pela falta de ar

Divulgação/
Projeto da Feevale atende grupos de 15 pessoas a cada período de 15 semanas

Atividades como escovar os dentes e subir escadas não são tão simples para pacientes portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (Dpoc). Relacionada ao tabagismo, a Dpoc se caracteriza pela falta de ar, causada principalmente por bronquite crônica e enfisema pulmonar. Na entrevista abaixo, a coordenadora do projeto de extensão e pesquisa em Reabilitação Pulmonar da Universidade Feevale, Cassia Cinara da Costa, explica o que é a doença e como funciona o tratamento oferecido pela instituição.

Entrevista

O que é a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (Dpoc)?

A Dpoc é uma doença respiratória prevenível e tratável que acomete os pulmões levando a falta de ar, tosse e catarro, na qual as pessoas, com o passar dos anos, ficam com falta de ar para fazer atividades do dia a dia, como tomar banho e subir um lance de escada, por exemplo.

Qual a principal causa?

A principal causa de Dpoc é o cigarro. O paciente pode fumar cigarro durante muitos anos e após iniciar com esses sintomas, mas pode ser, também, um fumante passivo, ou seja, conviver com quem fuma. Além disso, podemos ter outras causas de Dpoc, como fumaça de queimas de carvão, lenha, hábitos como utilizar o fogão à lenha sem ter uma instalação adequada para eliminar a fumaça.

Como se identifica a Dpoc?

A doença é sempre diagnosticada pelo médico através de exames de imagem e espirometria, além da história do paciente, principalmente pela queixa de sentir muita falta de ar, muitas vezes associada a tosse e catarro, principalmente pela manhã, quando acorda.

Quais os exercícios indicados para o tratamento?

Utilizamos exercícios aeróbicos, como bicicletas e esteiras ergométricas, além de alongamentos e exercícios de musculação, mas sempre realizamos uma avaliação completa como uma equipe interdisciplinar.

Em quanto tempo aparecem os resultados?

O programa de reabilitação pulmonar dura em torno de três meses, mas os pacientes começam a relatar melhora no primeiro mês.

Além de exercícios, quais outros hábitos devem ser adotados pelo paciente?

Além dos exercícios, realizamos orientações nutricionais, e os orientamos a seguir as medicações de acordo com o médico e evitar ambientes com temperaturas extremas.

Exercícios trazem efeitos imediatos

O tratamento para portadores de Dpoc é oferecido pela Feevale desde 2000 e conta com profissionais de Educação Física, Fisioterapia, Farmácia, Nutrição e Psicologia, que acompanham os pacientes durante o período de reabilitação. Segundo Cassia, o que melhora de imediato é a falta de ar, já que com o treinamento o paciente acaba recuperando o condicionamento físico, minimizando a ocorrência de dispneia durante atividades que exigem esforços leves. “Com os anos de fumo, a pessoa desenvolve essa doença pulmonar que, com o passar do tempo, vai limitando suas ações. Com as atividades desenvolvidas, o paciente recupera a resistência física e melhora a qualidade de vida. Na academia, são realizados aquecimento e a prática de atividade física”, destaca a coordenadora.

Inscrições sempre abertas

Podem participar do tratamento gratuito oferecido pela Feevale pacientes que tenham o diagnóstico de Dpoc (enfisema e bronquite crônica), com encaminhamento médico para frequentar o projeto. As inscrições estão sempre abertas, mas são atendidos grupos de 15 pessoas a cada período de 15 semanas, com exercícios físicos regulares, às segundas, quartas e sextas-feiras no Laboratório de Estudos da Atividade Física, do Exercício e dos Esportes (Leafees), no câmpus I da universidade (Av. Dr. Maurício Cardoso, 510, Novo Hamburgo). Informações: (51) 3586-8800, ramal 7133.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS