Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Gauchão

Classificado com tranquilidade e com razões para sorrir

Inter venceu fácil o Cruzeiro, se garantiu na semifinal do Estadual e terá maratona de decisões pela frente

Bom momento: Roberson, Léo Ortiz comemoram com Cuesta, autor do primeiro gol colorado na vitória da tarde de ontem pelo GauchãoO Cruzeiro tentou. Foi valente. Chegou a pressionar nos primeiros 20 minutos. Mas o Internacional tornou fácil o segundo jogo das quartas de final do Gauchão e, com dois gols ainda no primeiro tempo, venceu por 2 a 0 a partida deste domingo, no Vieirão, em Gravataí, e acumulou 5 a 1 no placar agregado dos dois jogos entre os times. Agora o Inter enfrentará o Caxias na semifinal, sendo que o primeiro confronto será no Beira-Rio, sábado, às 19 horas, e o segundo jogo, no dia 23. Antes disso, porém, o Colorado duela com o Corinthians nesta quarta-feira, às 21h45, pela Copa do Brasil, também no Beira-Rio. 

Mesmo sem D’Alessandro, que se recuperava de pancada no tornozelo, o Internacional não sofreu em nenhum momento ontem em Gravataí. Precisando vencer por 2 gols de diferença, o Cruzeiro tomou a iniciativa e até colocou o adversário todo na defesa até 20 minutos da primeira etapa. Mas, aos 26, após cobrança de escanteio e ótima troca de passes, Roberson encontrou Cuesta livre na área, que só completou para o gol para fazer 1 a 0. A partir daí, o Cruzeiro se abateu e o Inter tomou conta. Aos 43, Nico López fez boa jogada individual e, com um chute certeiro de fora da área, marcou o segundo gol.

O técnico Antônio Carlos aproveitou o segundo tempo para dar ritmo aos reservas Seijas, Valdívia e Carlos. Já o Cruzeiro nunca conseguiu levar perigo, de fato, ao adversário. “Fizemos um bom resultado em casa e hoje (ontem), as oportunidades que apareceram, aproveitamos. Foi uma boa classificação”, avaliou Zago. Para ele, o importante é que o Inter vem crescendo para a maratona de decisões das próximas semanas. “Os jogadores estão motivados e com astral alto, diferente do início do ano”, disse.

Cruzeiro

Deivity; John Lennon, Dão, Vladimir e Sander; Ben Hur, Lucas Martins (Matheus), Ronaldo (Reinaldo) e William; Thiago Alagoano (Jaderson) e Lucão. Técnico: Ben-Hur Pereira. 

Inter

Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Cuesta e Carlinhos (Seijas); Rodrigo Dourado, Edenilson, Roberson (Valdívia) e Uendel; Nico López (Carlos) e Brenner. Técnico: Antônio Carlos Zago. 

Local - Estádio Vieirão, em Gravataí. Arbitragem - Jean Pierre Lima, auxiliado por Leilson Martins e Alexandre Kleinisch.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS