Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Noia x Grêmio

Camisa rasgada e polêmica no primeiro jogo da semifinal do Gauchão

Após empate por 1 a 1 na partida de ida na Arena, Noia prioriza jogo de volta no domingo, às 19 horas, no Estádio do Vale

Gustavo Henemann/GES-Especial
Roupeiro Gringo mostra a camisa 9, de João Paulo, que foi rasgada na dividida na área tricolor
O dia após o empate por 1 a 1 no primeiro jogo da semifinal do Gauchão entre Novo Hamburgo e Grêmio, na Arena, seguiu com a polêmica do pênalti não marcado do lateral Edílson sobre o centroavante João Paulo. Nesta segunda-feira, o assunto foi o debate em destaque no Estado, até porque a capa do Jornal NH de segunda-feira estampou a foto que flagrou o puxão do gremista no camisa 9, registro exclusivo do fotógrafo dos jornais do Grupo Sinos, Juarez Machado. Na jogada, João Paulo teve a camisa rasgada, como a capa de hoje mostra. Apesar de toda a reclamação após a partida, o Noia prefere priorizar o jogo de volta no domingo, às 19 horas, no Estádio do Vale.

Para o vice-presidente de futebol do Noia, Éverton Cury, o lance polêmico já está fora da pauta. “Não tocamos mais no assunto, ficou no pós-jogo. Um dos méritos do Noia é passar por cima de qualquer erro de arbitragem. Nenhuma das nossas vitórias ou derrotas passaram pela arbitragem”, destacou o dirigente. No final da partida, o centroavante João Paulo afirmou que se fosse a favor do Grêmio, o árbitro Diego Real teria marcado a penalidade, mas Cury não pensa assim. “Não tenho síndrome de perseguição. Deixo para o torcedor e imprensa discutirem”, comentou.

OPINIÃO

Por meio das imagens em vídeo que analisou, o ex-árbitro e atual comentarista da Fox Sports, Carlos Eugênio Simon, afirmou que o ângulo não favoreceu a identificação exata do lance. “Pelo apito o árbitro marcou impedimento porque interfere a um adversário. Se ele (Pablo, zagueiro que corre em direção a bola na cobrança de falta de Jardel) fica parado e não participa, não dever ser punido simplesmente por estar em posição de impedimento”, disse Simon.

DEFINIÇÃO

Após a direção do Noia ter confirmado na noite de domingo que o segundo jogo da semifinal seria no Estádio do Vale, uma nova informação surgiu na manhã desta segunda-feira sobre uma possível alteração do local da partida. Porém, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Francisco Noveletto, bancou a partida no Vale, assim como já havia dito ao Jornal NH na semana passada.

O vice de futebol do Noia, Éverton Cury, também se posicionou sobre a definição da casa anilada para a decisão de domingo. “A verdade é uma só. Fizemos uma análise. O público do primeiro jogo não foi bom, então entendemos que um jogo de volta num estádio maior nos deixaria num risco muito grande pelo custo que teria em abrir o Beira-Rio, até por eventual possibilidade de quebradeira por causa da rivalidade. E se pegamos um clima como o de ontem (domingo), também prejudica. Sempre pensamos no melhor para o Novo Hamburgo. Em função do resultado e da condição que trouxemos de lá, temos mais condições de chegar (à final)”, pontuou Cury.

O elenco anilado se reapresenta na tarde desta terça-feira, às 16 horas, no Estádio do Vale. 

INGRESSOS

A previsão é de que os ingressos para o duelo de volta entre o Noia e o Tricolor estejam à venda a partir desta quarta-feira. Para o torcedor anilado, o valor será R$ 70. Sócios e conselheiros em dia com a mensalidade não pagam. Já os gremistas terão que desembolsar R$ 80. Serão 4,5 mil entradas destinadas à torcida do Noia e outros 5,5 mil para os tricolores. O clube hamburguense colocará arquibancadas móveis para este jogo. “Quero desafiar a comunidade a lotar o estádio. Queremos ver aquele pavilhão lotado pela primeira vez desde a inauguração”, afirmou Cury.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS