Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Ivar Hartmann

Jornais ou jornais?

Leia opinião de Ivar Hartmann

 Ivar Hartmann Ivar Hartmann é promotor aposentado

ivarhartmann@hotmail.com

Os jornais de grande circulação buscam abranger todo território nacional ou todo seu Estado. As diversidades do Brasil também existem nos Estados. Então, para ser lido, o jornal de grande circulação deve ter assuntos que interessem ao maior número possível de leitores, residindo nas mais diversas cidades e regiões, com suas características específicas. O que noticiar para tantas pessoas? As novidades do mundo. Futebol: o dia a dia dos grandes times e seus atletas no país e no mundo. Fórmula-1, atletismo, tênis mundial, boxe. Na política, a corrupção brasileira com seus políticos/bandidos. Na administração, as novas leis, projetos, decisões do Executivo e o que fazem os deputados. Na polícia, os grandes crimes que ocorrem, arrastões nas praias, mortes por guerras de drogas. Na social, o rosto da mulher do Temer, o casamento da filha do magnata com o noivo que não é bobo, ou o último faniquito da dondoca da capital. Propaganda de grandes bancos ou fábricas de automóveis.

No jornal local ou regional, temos as notícias do futebol do clube dos amigos, o tênis e o atletismo da cidade. Na política, o que estão fazendo o prefeito e os vereadores. Na crônica policial, os locais onde estão ocorrendo mais assaltos, a notícia de quem foi roubado por que ficou namorado no automóvel, ou da casa que foi assaltada porque o dono demorou demais com o portão aberto. Na crônica social, a foto da mulher que vejo no supermercado ou o casamento da filha do meu amigo com aquele antigo namorado. Propaganda do supermercado, da loja da avenida, do advogado ou do médico.

Entenderam onde quero chegar? Não? O jornal que é de fora de onde eu moro é o jornal do blá-blá-blá. Muita informação que não me interessa, com propaganda que não me diz respeito. Não vou mudar o mundo, o Brasil ou o Estado. Vou ajudar no local onde vivo, viver a minha vida como gosto, com as pessoas que me são queridas. O daqui e deles, isso sim me interessa. Dessas notícias preciso.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS