Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Monique Ávila

Seja um porquê

Leia artigo de Monique Ávila

Monique de ÁvilaMonique Ávila é estudante

monique.avila@gruposinos.com.br

No último dia 31, a Netflix lançou uma série que já virou sensação. E mesmo que eu já tenha falado sobre outra série há 15 dias, o tema abordado pela que vou escrever a seguir é tão sério, e a produção conseguiu abordá-lo de maneira tão realista, que acho que vale a pena contar pra vocês. “Os 13 Porquês”, de título original “13 Reasons Why”, conta a história de Hannah, uma adolescente que comete suicídio e deixa fitas cassete gravadas contando os 13 motivos que a levaram a interromper a vida. A série tem uma pegada bem forte, tratando de temas que, mesmo que sejam sérios, muitas vezes são negligenciados: bullying e cyberbullying, preconceito, violência sexual etc. O que torna a história de Hannah tão triste, mas ao mesmo tempo tão realista, é que tudo o que acaba com a vida dela está relacionado ao Ensino Médio: colegas, “amigos”, professores e direção da escola, que ignoram os problemas.

O que a gente tira de lição? Que, muitas vezes, a soma de atos que podem nos parecer tão pequenos, junto a outros tão maiores, pode resultar na perda de uma vida. E sabe qual a ironia disso tudo? Que ao assistir à série, pude me sentir um pouco Hannah em alguns momentos, mas percebi que também posso ter feito algum mal a colegas e amigos, mesmo que não fosse a intenção.

Toda a pessoa ao nosso redor tem uma história, tem seus medos, suas angústias, alegrias e tristezas, e nem sempre a gente sabe lidar com o sentimento do outro. Quantas vezes o simples fato de nos afastarmos de quem precisava da gente não pode ter sido extremamente dolorido para essa pessoa? “Os 13 Porquês” mostra muito mais do que isso, de maneira bem realista e forte. E, infelizmente, tudo o que se passa ali é real.

Depois de passar o final de semana inteiro vendo cada capítulo praticamente sem parar, poderia indicar a série para todo mundo, mas principalmente a pais, professores e adolescentes. É necessário que as pessoas busquem saber e entender mais sobre esse assunto, para que a gente possa ajudar o outro e, consequentemente, pare de perder vidas.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS