Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Heda Seffrin

No mundo dos negócios

Leia artigo de Heda Seffrin

Heda SeffrinHeda Seffrin é apresentadora de TV e consultora de etiqueta e gastronomia

Não apenas o comportamento social é importante para a etiqueta. Dominar o código de comportamento no mundo dos negócios faz bem, sim, para a sua vida profissional. Saber como agir nas mais variadas situações representa vantagem competitiva. A etiqueta corporativa é muito mais do que saber distinguir entre o garfo de salada e o do prato principal.

Não se tem a segunda chance de se dar a primeira impressão. É no primeiro encontro que se iniciam os contatos sociais e profissionais. A pessoa de sucesso é reconhecida de longe, isso porque a sua atitude reflete o sucesso. A voz é uma marca social, veicula traços de personalidade, emoção, atitude e até mesmo status sociocultural. Atitude inclui o andar, o olhar, as maneiras, os gestos e a roupa que deve estar limpa e bem passada e os sapatos brilhando.

Vai convidar um cliente para um almoço de negócios? O primeiro passo é a escolha de um bom restaurante. Dê preferência um lugar conveniente para ambos, com serviço rápido, ambiente tranquilo e iluminado. Fuja dos restaurantes lotados e barulhentos que, aliás, não são apropriados para negócios.

Respeitar o tempo alheio é a regra número um da etiqueta. Além de deselegantes, atrasos podem deixar você com fama de profissional pouco sério. Se você prevê um atraso significativo, avise com antecedência e, ao chegar, desculpe-se. Aliás, quem convida deve chegar primeiro, um tipo de delicadeza que faz diferença no mundo dos negócios.

Quem deve determinar o final do encontro e quem paga a conta? O anfitrião deve colocar o guardanapo em cima da mesa, o que indica que o encontro está finalizando. Quem convida e tem interesse no negócio é que paga a conta. Para chamar o garçom, apenas estenda a mão e diga: “Garçom”, nada de tratamento fora do contexto.

Ah! um lembrete: nunca entregue um cartão enquanto estiver comendo num restaurante. A troca de cartões de visita faz parte de um ritual de saudação no mundo dos negócios. Os executivos que valorizam o sucesso profissional estão descobrindo o elo entre as boas maneiras e o sucesso.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS