Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Violência

Adolescente é encontrado desacordado após agressão em frente a escola em Canudos

Nas costas do jovem, havia o dizer 'sou gay' escrito com caneta hidrocor

A família de um estudante de 15 anos, do bairro Canudos, em Novo Hamburgo, tenta entender o que aconteceu com o filho na tarde da última quarta-feira (19). O menino foi encontrado desacordado e caído na Rua Quatro, próximo à Escola Municipal de Ensino Fundamental Francisco Xavier Kunst, onde estuda no turno da manhã. Na ocorrência da Polícia Civil havia a informação de que no corpo dele, inclusive no rosto, havia rabiscos com caneta hidrocor. Nas costas, a frase: “sou gay”. O caso foi registrado pela polícia como lesão corporal e será investigado. A Secretaria Municipal de Educação informou que o fato ocorreu fora da escola, mas um protocolo foi cumprido, e o caso encaminhado às autoridades.

Indignação

“Ele sempre fala onde vai, volta na hora certa, é um guri bom. Não consigo aceitar”, diz o pai do rapaz, de 46 anos. A irmã do adolescente, de 21 anos, foi a primeira a encontrá-lo após o ocorrido. “Meus pais estavam trabalhando então fui correndo pra lá. Dois guris acharam ele na rua e o levaram pra uma casa ao lado. Todo molhado, com o botão da bermuda aberto. Uma mulher deu leite e ele vomitou, daí o Samu chegou. Eles perguntavam: ‘Você tá bem?’ E ele parecia inconsciente”, detalha a irmã. O Jornal NH não divulga nomes para preservar a privacidade da vítima, segundo o que estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Em nota, a Secretaria de Educação de Novo Hamburgo informou que “o fato aconteceu fora do horário de aula e fora da escola. Cumprindo protocolo, a direção da escola realizou encaminhamento às autoridades competentes, bem como ao Conselho Tutelar, e está prestando atendimento ao estudante e à família.” O caso foi registrado na Polícia Civil como lesão corporal e será investigado.”

 

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS