Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Tecnologia
Streaming

Spotify faz acordo com artistas independentes

Líder de música em streaming estava sendo processado por dois cantores

Da AFP

Reprodução
Logotipo do Spotify, popular serviço de streaming de música
O Spotify, principal marca da música em streaming, concordou em pagar 43,45 milhões de dólares para encerrar uma ação potencialmente custosa de direitos autorais nos Estados Unidos, disseram os advogados nesta segunda-feira. Esta atitude é a última tomada pela companhia sueca a fim deixar para trás estas disputas em meio a um fortalecimento do streaming.

O acordo acabaria com os processos liderados por dois compositores indie, os cantores de rock folk Melissa Ferrick e David Lowery, vocalistas das bandas alternativas Cracker e Camper Van Beethoven. Os dois entraram com uma ação contra empresa: Ferrick pede 200 milhões de dólares e Lowery, US$ 150 milhões. Os artistas acusam o Spotify, que oferece a seus usuários o acesso instantâneo a 30 milhões de músicas, de colocar as músicas on-line sem ter mecanismos seguros para garantir os seus direitos, como a permissão para reproduzir material protegido por direitos autorais, das canções.

O Spotify e outros serviços em streaming pagam royalties aos intérpretes e compositores - que muitas vezes são pouco conhecidos ou para músicas mais antigas e desconhecidas, difíceis de serem identificadas. No acordo, que ainda precisa ser aprovado por um juiz federal de Nova York, o Spotify pagaria 43,45 milhões de dólares para compensar os compositores pela falta de permissão. O Spotify também teria que arcar com os custos de canções em streaming posteriores - que a ação diz que "totalizaria dezenas de milhões de dólares em futuros royalties".


Tecnologia

por André Moraes
andre.moraes@gruposinos.com.br

André Moraes é editor de Tecnologia do Jornal NH. Sua experiência profissional inclui o jornalismo de divulgação científica, publicações técnicas e reportagem de tecnologia.

PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS