Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Mundo

Macron toma posse como presidente e promete devolver a confiança aos franceses

Ex-banqueiro sucede o socialista François Hollande

Martin BUREAU /AFP
Emmanuel Macron toma posse como presidente da França
O novo presidente da França, Emmanuel Macron, prometeu neste domingo (14) em seu discurso de posse no Palácio do Eliseu "devolver a confiança" aos franceses e relançar a União Europeia.

Macron, um centrista de 39 anos, sucede o socialista François Hollande uma semana depois de ter derrotado nas urnas a líder da extrema-direita Marine Le Pen. Os dois homens mantiveram uma reunião a portas fechadas no palácio presidencial, durante a qual Macron recebeu os códigos nucleares que permitem ativar o arsenal atômico da França.

Em uma cerimônia repleta de simbolismo, Hollande, de 62 anos, que lançou a carreira política de Macron ao nomeá-lo conselheiro e posteriormente ministro da Economia, deixou o Eliseu sob os aplausos de seus funcionários e do novo presidente.

O ex-banqueiro, que nunca antes havia se submetido às urnas, foi proclamado presidente por Laurent Fabius, presidente do Conselho Constitucional.

"Para ser o homem de seu país, é preciso ser o homem de seu tempo", disse Fabius, citando o escritor Chateaubriand. "Sem dúvida, você é um homem de nosso tempo, por suas decisões, por sua formação, por sua carreira e até por seu estado civil", disse. "E pela eleição soberana do povo, agora é, sobretudo (...) o homem de nosso país", acrescentou.

Em seu primeiro discurso como chefe de Estado, Macron afirmou que os franceses elegeram "a esperança e o espírito de conquista".

Macron, que há três anos era praticamente um desconhecido, também prometeu que a União Europeia, atingida pela saída iminente do Reino Unido do bloco, será reformada e relançada durante seu mandato. "O mundo e a Europa precisam da França agora mais do que nunca e precisam de uma França forte com um senso de seu próprio destino", declarou.

Para ressaltar suas ambições europeias, Macron se reunirá na segunda-feira em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel, em sua primeira viagem ao exterior como presidente.

Macron herda um país profundamente dividido, com grandes desafios pela frente, como a luta contra o desemprego e o terrorismo.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS