Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Alceu Feijó

Fatos & Boatos

Leia artigo de Alceu Feijó

Alceu Feijó

Alceu Feijó é jornalista

feijonh@gruposinos.com.br

Voltamos - O Novo Hamburgo, campeão gaúcho de futebol, colocou a comunidade hamburguense em polvorosa. Até nós, afastados das lides futebolísticas, nos empolgamos com as vitórias aniladas registradas pelo mundo esportivo do Planeta. O futebol, como sempre comentamos, voltou a contaminar o mundo esportivo com sua fabulosa vitória sobre a dupla Gre-Nal. Tal foi a empolgação que, lá de Brasília, vem o comentário elogioso do senador Lasier Martins. Contudo, o nosso ex-companheiro da Caldas Júnior colocou em seu texto a presença do clube Adams como sendo o iniciador do Novo Hamburgo (Floriano). Esclarecendo ao ex-colega jornalista que o nome Novo Hamburgo surgiu numa festividade dos funcionários da fábrica Adams, no Dia do Trabalho, no matinho dos Friederich. Antes da churrascada comemorativa ao Dia do Trabalho, foram para uma pelada no campinho anexo. Finda a comemoração, resolveram fundar um time de futebol. Várias sugestões após surgiu o nome de Novo Hamburgo Futebol Clube. O Clube Adams surgiu anos depois, quando o Novo Hamburgo já era time grande e jogava em seu estádio na Bento Gonçalves.

O Adams surgiu por inspiração do neto do fundador da fábrica, Pedrinho Adams, que aproveitando a praça que a Prefeitura não adotou, criou o Clube Adams FC e ele era o goleiro, por imposição. Esta é a história, prezado ex-colega, que de jornalista, radialista e comentarista de TV hoje é nosso representante na conturbada Brasília.

Convite - Diante de tudo isso, convidamos o nobre senador a olhar para Novo Hamburgo pelo ângulo administrativo de uma prefeita de Primeiro Mundo. Outros senadores já andaram por aqui, mas o Rio dos Sinos, que é o maior problema da região, continua esquecido. Com a palavra, o senador.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS