Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Novela

Trensurb não cumprirá prazo, e trens novos seguem sem data para entrar em operação

Composições deveriam começar a circular no próximo sábado, dia 20

Divulgação
Trensurb cancela novamente prazo para colocar trens novos em operação
A novela da liberação dos 15 novos trens da Trensurb continua. Previstas para entrarem em operação no próximo sábado, dia 20, as composições não vão circular. A empresa confirmou que não conseguirá cumprir o prazo, entretanto, não deu explicações sobre o que levou ao novo cancelamento. 

Uma reunião, nesta quarta-feira (17) à tarde, entre a empresa e o procurador Celso Antônio Tres, da Procuradoria da República no Município, tratará sobre o prazo e o status das entregas de responsabilidade do Consórcio FrotaPoA. O procurador adiantou à reportagem do Jornal NH que irá solicitar a entrega de comprovação das multas acertadas pelo não cumprimento de prazo e declarou que, da reunião, deverá sair uma nova data para a liberação dos trens.

Além da reunião em Novo Hamburgo, a Trensurb tem outro encontro marcado para a próxima terça-feira, dia 23. Desta vez, será com os presidentes das empresas do Consórcio FrotaPoa (Alstom e CAF), na sede da Trensurb.

"Longo" conserto

Dos 15 trens da série 200, dez deles já passaram pelo conserto da vedação do compartimento dos rolamentos. Ainda não foi informado pela Trensurb quantos estão em operação. Atualmente, uma média de 180 mil usuários utilizam o metrô diariamente.

Entenda o caso

* O primeiro dos 15 trens novos passou a operar comercialmente em setembro de 2014.

* Em abril de 2016, a frota da série 200, que somou um investimento de R$ 243,7 milhões da companhia, foi retirada de circulação depois de um ano e dois meses de funcionamento.

* Foram detectados problemas nos rolamentos, o que ocasionou infiltração de água.

* Em maio do ano passado, o Ministério Público Federal (MPF) instaurou inquérito para apurar o caso e, desde então, vem cobrando da empresa pública agilidade na solução.

* A Trensurb atendeu às solicitações e apresentou justificativas razoáveis para o problema. E apresentou um cronograma de reparo, que para neste mês (maio) colocar em operações as novas composições

* Em abril deste ano, alguns trens novos passaram a operar.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS