Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Após saída da Série D

Futuro do Noia na temporada será definido nesta terça-feira

Após queda na Série D, reunião definirá se o Anilado irá participar da Copinha

Inézio Machado/GES
Após queda na Série D, Noia deve dispensar alguns jogadores
O adeus precoce na Série D do Campeonato Brasileiro faz com que o Novo Hamburgo se preocupe imediatamente com o restante da temporada. Após o péssimo desempenho na fase de grupos da quarta divisão nacional, onde encerrou na última colocação da chave A16, que tinha São Bernardo-SP, Inter de Lages-SC e Foz do Iguaçu-PR, o campeão gaúcho deve decidir na tarde desta terça-feira, em reunião da diretoria no Estádio do Vale, se participa ou não da Super Copa Gaúcha no segundo semestre. A resposta anilada à Federação Gaúcha de Futebol deve ser dada até a próxima segunda-feira. Por ser uma competição deficitária, o clube analisará minuciosamente a entrada na disputa.

O vice-presidente de futebol do Noia, Everton Cury, avaliou a campanha na Série D. “Quando não consegue planejar, acaba se pagando caro. Serviu de lição para nós. Tínhamos que ter nos preparado bem como fizemos no Gauchão. Em função do escasso tempo, tivemos que abrir mão de vários critérios que adotaríamos para as contratações, acabamos pecando. Mas o fundamental era não tomar a punição da CBF e não poder disputar a Série D e a Copa do Brasil por dois anos”, enfatizou Cury, reconhecendo que, apesar da curta preparação, a equipe formada poderia ter rendido mais e passado de fase. “Tivemos investimento inferior ao do ano passado, mas mesmo assim poderíamos ter ido melhor. Os jogos foram disputados e decididos nos detalhes. Acredito que com uma preparação com um pouco mais de antecedência nós seguiríamos em frente”, completou o dirigente anilado.

Opinião

Para Cury, o Noia precisa disputar a Copinha no restante da temporada. “Temos que analisar as condições do clube. Do ponto de vista técnico, é interessante para testar jogadores e ter uma base para o Gauchão. Temos que achar um patrocínio, porque a Copinha é deficitária. Se não jogar são quatro meses sem mídia, e como ficariam os mil sócios que conquistamos com o título?”, questionou.

Aniladas

O elenco anilado, que foi derrotado no domingo pelo São Bernardo, na última rodada da fase classificatória da Série D, se reapresenta na tarde desta terça-feira no Estádio do Vale. O vice de futebol Everton Cury deve ter uma conversa rápida com o grupo e dispensar alguns atletas.

Seis jogadores do plantel atual retornam para os clubes de onde vieram por empréstimo. O meia Diego Miranda e os atacantes Jajá e Jeff Kanu voltam para o Caxias; o volante Alberto, para o São José; o goleiro Prezzi, para o Juventude; e o centroavante Bruno Henrique, para Uberaba-MG. Outros jogadores também serão reavaliados para a disputa da Copinha, caso o clube dispute a competição. Preto é um dos atletas que deve ficar, pois tem contrato de um ano com o Novo Hamburgo.


PUBLICIDADE

WEBTV

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS