Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Brasília

Aécio diz ao STF que não pisou no Senado e que respeita decisão de Fachin

Tucano foi afastado do cargo por determinação do ministro relator da Lava Jato

Moreira Mariz/Agência Senado
Senador Aécio Neves (PSDB-MG)
A defesa do senador Aécio Neves (PMDB-MG) informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que cumpre a decisão do ministro Edson Fachin, que o afastou das funções parlamentares, com "total respeito e reverência". Ele garantiu que, não pisou mais no plenário ou em qualquer comissão do Senado desde 18 de maio, quando foi tomada a decisão. Segundo a defesa, "a Mesa Diretora do Senado Federal atesta o absoluto rigor com que vem sendo cumprida a decisão do eminente ministro Edson Fachin".

O STF determinou o afastamento de Aécio do mandato no Senado e também do deputado federal no dia 18 de maio. Ambos foram citados na delação do empresário Joesley Batista fechada com a Procuradoria-Geral da República. 

No áudio entregue à PGR, Aécio aparece pedindo 2 milhões de reais a Joesley, dono do frigorífico JBS. O senador justifica o pedido, alegando que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS