Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Brasileirão

Pescaria empaca e Grêmio não supera o Santos em casa

Tricolor fica no empate em 1 a 1 com o Peixe e deixa escapar chance de se aproximar do Corinthians

Lucas Uebel/Grêmio
RECLAMAÇÕES: torcedores gremistas reclamaram de pênaltis não marcados em pelo menos três jogadas que envolveram Luan (centro), Everton e Pedro Rocha

A paciência é uma virtude muito exigida dos bons pescadores. O Grêmio até foi insistente, mas o Peixe não abocanhou o anzol e quase escapou com a isca na boca. O Tricolor ficou no empate por 1 a 1 com o Santos, na noite deste domingo, na Arena. Como o Corinthians também empatou com o Flamengo, pelo mesmo escore, a rodada terminou com a mesma diferença de pontos entre os ponteiros do Brasileirão. O Timão lidera e leva oito pontos de vantagem sobre o Grêmio, que continua dois à frente dos santistas. O jogo que homenageava a memória de Paulo Sant’Ana ainda teve longa paralisação para atendimento de Miky Arroyo e Victor Ferraz – depois de um choque de cabeça – e uma confusão no final que resultou na expulsão de Edílson e um festival de cartões amarelos.

Não foi por falta de tentativas que os donos da casa saíram de casa sem a vitória. Os comandados do técnico Renato Portaluppi tiveram mais posse de bola no campo ofensivo e criaram mais oportunidades de gol, mas esbarraram nas boas defesas do goleiro Vanderlei ou zagueiros que chegaram na hora decisiva para bloquear a conclusão.

O castigo veio aos 44min de jogo. Após cobrança de escanteio feita por Jean Mota, Bruno Henrique desviou e David Braz cabeceou firme no canto para abrir o placar: 1 a 0 para o Santos. Os anfitriões reagiram logo em seguida. Aos 46min, Edílson cruzou e Pedro Rocha obrigou Vanderlei a praticar a defesa parcial, mas Fernandinho mostrou oportunismo e tocou de cabeça para sacudir a rede e decretar o empate.

Os dois times diminuíram a intensidade depois do intervalo. O Tricolor arriscou algumas finalizações com Ramiro e Luan. A torcida gremista ainda reclamou a marcação de um pênalti sobre Pedro Rocha – além de outros dois lances no primeiro tempo que envolveram Luan e Everton. O árbitro Braulio da Silva Machado considerou as jogadas normais.

O Peixe parecia satisfeito com o resultado. Os comandados de Levir Culpi se fecharam e preferiram gastar o tempo tocando mais a bola na intermediária defensiva do que se jogar ao ataque.

“O time deles se fechou bem atrás, ficaram praticamente em cima do gol e não conseguimos fazer o segundo”, lamentou o zagueiro Pedro Geromel. “Se alguém tivesse que sair de campo como vencedor seria o Grêmio”, definiu Renato, na entrevista coletiva.

 Já o vice de futebol Odorico Roman criticou a arbitragem e admitiu que uma proposta por Luan está sob análise. A oferta ainda não atende os interesses do clube e dos investidores. “Vamos conversar com o empresário do atleta e a Sampdoria para ver se isso evolui”, disse.

GRÊMIO 

Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Ramiro, Maicon, Fernandinho e Pedro Rocha; Luan e Everton (Miky Arroyo e Jailson). Técnico - Renato Portaluppi.

SANTOS 

Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison (L. Donizete), Yuri, Lucas Lima e Copete; Bruno Henrique e R. Oliveira (T. Ribeiro). Técnico - Levir Culpi.

DETALHES

Local - Arena, em Porto Alegre. Arbitragem - Braulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Gil e Neuza Back. Público - 32.251.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS