Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Dom Zeno Hastenteufel

Festa de Nossa Senhora do Carmo

Leia artigo de Dom Zeno Hastenteufel

D. Zeno Hastenteufel D. Zeno Hastenteufel é bispo da Diocese de Novo Hamburgo

No Monte Carmelo, na Terra Santa, num ambiente belíssimo, o profeta Elias recebeu uma revelação para defender a pureza da fé no Deus vivo. Foi lá que o profeta desafiou os sacerdotes do deus Baal e ridicularizou o culto aos ídolos, com uma cena fantástica.

Já nas descrições do Antigo Testamento, este monte se tornou um lugar sagrado, uma terra muito especial, em que Deus atua de verdade. No século 12 da era cristã, alguns eremitas, retirados neste mesmo monte, teriam lá fundado a Ordem dos Carmelitas, voltada à contemplação, sob a proteção da Mãe de Deus, invocada sob o título de Nossa Senhora do Carmo.

São Simão Stock, primeiro ministro geral desta Ordem, em 1251, no Monte Carmelo, recebeu a devoção do escapulário, que atualmente carregamos no peito ou no bolso. A Ordem do Carmelo hoje tem vários ramos, destacando-se os padres e irmãs carmelitas.

Esta ordem foi completamente reformada no século XVI, por obra de Santa Teresa de Ávila e São João da Cruz, que são, até hoje, os padroeiros das duas congregações. Muitos pensam que a oração contemplativa não é necessária e que mais valeria o engajamento, o trabalho concreto de transformação do mundo. Porém, nós sabemos que as irmãs carmelitas fazem um trabalho importante, de oração pela Igreja, pelas necessidades do mundo, pela conversão dos pecadores e ajudam até mesmo em inúmeros aconselhamentos.

Cristo mesmo disse que Maria, irmã de Marta, tinha escolhido a melhor parte, que foi justamente a conversa com Jesus e esta não lhe seria tirada. Então, neste domingo, com todas as carmelitas e com todos os carmelitas do mundo, dizemos: Nsa. Sra. do Carmo, rogai por nós. Enquanto isso, na liturgia deste 15o domingo do tempo comum, a Igreja nos apresenta o Divino Semeador, que lança a boa semente da palavra de Deus, nos corações humanos. Muitas vezes encontra corações duros como à beira do caminho, cheio de pedregulhos e preconceitos, com espinheiros que não permitem o crescimento desta boa mensagem.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS