Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Estelionato

Golpistas voltam a lesar pacientes do Hospital Municipal de Novo Hamburgo

Criminosos conseguem dados sigilosos de internados para tirar dinheiro de familiares

Arquivo/GES
Criminosos conseguem dados sigilosos de internados para tirar dinheiro de familiares

Com informações detalhadas do prontuário de pacientes do Hospital Municipal de Novo Hamburgo, criminosos voltam aplicar golpes em familiares dos doentes. Fizeram três vítimas na manhã desta quarta-feira (9). A única que procurou a Polícia foi uma comerciante de Estância Velha, de 55 anos, que está com o marido na UTI. Ela recebeu telefonema de um homem que se identificou como médico, que disse ser necessário procedimento urgente não coberto pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O valor, segundo ele, era de R$ 1.484, com pagamento inicial de 750 reais. Assustada, a esposa chamou um filho, que fez o depósito na conta indicada pelo falsário.

“Quero entender como esse golpista, que se identificou com o nome de um médico que atende na UTI, sabia de todos os dados do meu marido, inclusive os exames, e teve acesso ao meu nome e celular”, questiona a comerciante. Ela frisa que o criminoso tinha detalhes da internação do marido que sequer a família teve acesso. “E isso não aconteceu só comigo. Vi mais duas pessoas relatando que caíram no golpe nesta manhã.”

“Parecia mesmo um médico”

Os vigaristas se valem da fragilidade das vítimas em razão da doença de um familiar. “Essa pessoa disse que o procedimento era porque meu marido tinha contraído uma bactéria. Ele explicou muito bem. Parecia mesmo um médico. E como sei que na UTI isso acontece, fiquei apavorada. Como não tinha o dinheiro, chamei meu filho, que foi correndo à lotérica e fez o depósito. Para nós, era caso urgente, de vida ou morte, até porque a situação do meu esposo é delicada”, relata a mulher do paciente.

O golpista ligou de número não identificado. A conta informada para depósito estaria em nome de um laranja, ou pessoa que teve os dados roubados. Depois de pagar o vigarista, a mulher foi visitar o marido e foi informada, no hospital, que tinha sido vítima de golpe.

Para delegado, há vazamento de informações

Segundo o delegado da 1ª DP de Novo Hamburgo, Tarcísio Kaltbach, a suspeita é de vazamento interno de dados para os golpistas. “Não é o primeiro caso. Estamos apurando com a administração do hospital se ela mesma não desconfia de alguém lá dentro.” O delegado diz que tentará imagens dos setores e ver a possibilidade de consultar no banco de dados da instituição sobre quem acessou os prontuários dos pacientes vitimados nesta quarta-feira. “É muito grave o que vem ocorrendo.” Ele acrescenta que as contas usadas para receber o dinheiro das vítimas serão rastreadas.

Fundação de Saúde não acredita em envolvimento de servidor

Por meio de nota, a Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo diz não acreditar no envolvimento de servidores. “Não há suspeitas de que algum funcionário esteja envolvido. Esse é um golpe que infelizmente ocorre em todo o País. É importante que, quem receber alguma ligação suspeita, anote nome completo, ligue para o Hospital Municipal e informe o plantão administrativo.” A Fundação salienta que nada é cobrado no Hospital Municipal, por ser “100% SUS”.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS