Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Investigação

Operação prende comparsas de traficante d'Os Manos ligado a morte de fotógrafo em 2015

Juliano Biron da Silva é um dos 27 presos gaúchos transferidos para presídios federais fora do Estado

Divulgação/Brigada Militar
Juliano Biron da Silva, 33 anos, no momento da prisão no litoral catarinense
A Polícia Civil, por meio da Divisão de Inteligência Policial e Análise Criminal (Dipac) do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), realizou, na manhã desta quinta-feira (10), uma operação para prender comparsas do traficante Juliano Biron da Silva, o Biron, de 34 anos. Ele é um dos 27 presos gaúchos transferidos para presídios federais fora do Estado. De acordo com a investigação, desde 2012 Biron movimentou R$ 60 milhões, oriundos do tráfico de drogas. Ele também é suspeito de gerenciar 80 contas bancárias em nome de laranjas.

Biron é tido pela Polícia Civil como um dos líderes e financiadores da facção Os Manos. Ele também foi indiciado pela morte do fotógrafo José Gustavo Bertuol Gargioni, 23 anos, em Canoas. O crime aconteceu em julho de 2015 e chocou pela brutalidade da morte do jovem. Biron também é investigado por comandar o tráfico de drogas em Canoas.

A operação ocorreu em Novo Hamburgo, Canoas – cidade natal do traficante –, Cachoeirinha e Gravataí, com cumprimento de nove mandados de busca e apreensão e seis de prisão. Seis homens foram presos preventivamente em Canoas, Gravataí e Cachoeirinha, sendo que um deles, Biron, já se encontrava no sistema prisional, no Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Um revólver, espingarda, 3,25 quilos de maconha, 81 gramas de cocaína, 21 mil reais em espécie, balança de precisão e outros objetos foram apreendidos.

Em Gravataí, os agentes foram recebidos a tiros. Não houve feridos.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS