Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Apresentação oficial

Beto Campos: campeão movido a novos desafios

Comissão técnica foi apresentada nesta quarta-feira no Estádio do Vale

Juarez Machado/GES
Dárley Costa, Beto Campos e Rafael Dias foram apresentados no Estádio do Vale
O bom filho a casa torna. Na tarde desta quarta-feira, o técnico Beto Campos, acompanhado da sua comissão técnica permanente, o auxiliar Dárley Costa e o preparador físico Rafael Dias, voltou a pisar no Estádio do Vale após a conquista do maior título da história do Esporte Clube Novo Hamburgo, o de campeão gaúcho de 2017. No seu tradicional jeito calmo e tranquilo, mas sabedor da grande responsabilidade que terá pela frente, Campos concedeu a primeira entrevista coletiva depois de ter sido anunciado na semana passada como novo técnico do Anilado.

O treinador, de 53 anos, assinou contrato por uma temporada, esta que pode reservar momentos ainda mais gloriosos para o Noia. O projeto desafiador foi o que chamou a atenção de Beto Campos, que comandará o Anilado no Gauchão, Recopa Gaúcha, Copa do Brasil e no grande objetivo de 2018, buscar por meio da Série D do Campeonato Brasileiro, o acesso à terceira divisão nacional. “Por conhecer o clube, a direção, e o que nos foi proposto, um ano com objetivos grandes de chegar principalmente no Campeonato Brasileiro, nos dar uma condição de buscar um acesso, fez com que a gente aceitasse o convite”, afirmou Campos.

Para o vice-presidente de futebol do Noia, Everton Cury, o retorno de Campos é uma afirmação da convicção da ideia do departamento de futebol do clube. “É um primeiro passo muito importante para tudo o que almejamos fazer em 2018. Nós temos que transformar 2018 no ano mais importante da história do Novo Hamburgo. Pensamos fundamentalmente no acesso à Série C”, destacou o dirigente.

ENTREVISTA BETO CAMPOS

Você encara a segunda passagem no Noia como um novo desafio na sua carreira?
Beto Campos - Nós precisamos ser movidos a desafios. Conseguimos um título superimportante com o clube, e estamos retornando para começar na mesma competição, que é o Campeonato Gaúcho, mas com um projeto muito bom da direção. Projeto que está imbuído de que o clube vá buscar essas competições que têm para jogar, com uma equipe forte que vamos buscar trazer. O clube está com interesse muito grande de buscar um acesso (à Série C), e isso fez com que nos motivasse ainda mais em retornar ao Novo Hamburgo.

Após o Gauchão, você fez um estágio no Flamengo e comandou o Náutico na Série B do Brasileiro. O que essas experiências agregaram na tua carreira?
Beto Campos - Tivemos essa passagem no Flamengo, que foi muito boa, de conhecimento junto a profissionais de nível, que faz fortalecer tudo que você conhece de futebol. A passagem pelo Náutico, muito importante, pelo momento que chegamos lá, precisamos reformular o grupo todo. Levamos alguns atletas que hoje estão bem, ficamos com um convívio bom com a direção do Náutico. Seguido conversamos e até nos pedem um jogador ou outro que conhecemos aqui do Sul, principalmente. Eles gostaram dos jogadores que levamos para lá. O trabalho não teve muito resultado de campo, que é importante, mas a gente conseguiu ajudar e deixar um trabalho para a próxima comissão que vem conseguindo bons resultados. Isso tem sido colocado pela direção do Náutico, da importância da nossa passagem e do que deixamos. São experiências do dia a dia, conhecimento, troca de ideias. Assumimos o clube num momento difícil. Tudo é aprendizado para a carreira.

O que já foi conversado com a direção sobre contratações? E o que você pensa para a composição da equipe para as competições em 2018?
Beto Campos - Estamos conversando diariamente com o Everton Cury. Estávamos reunidos (ontem pela manhã), trabalhando em cima de alguns nomes que a gente conhece, alguns que já trabalharam com nós e outros jogadores que já passaram aqui pelo Novo Hamburgo, e outros indicados. Mas dentro de uma equipe parecida com o que a gente tinha, da maneira que gostamos de montar as equipes. Temos que ter um grupo um pouco maior, mais qualificado, na situação de termos mais competições. O clube está pensando, assim como fez com a gente na comissão técnica, também com os atletas, com contratos mais longos.

O meia Preto, capitão no Gauchão, está atualmente no cargo de coordenador técnico das categorias de base. Qual a importância deste trabalho do jogador atualmente? E você conta com ele para a temporada que vem?
Beto Campos - O Preto é um jogador superexperiente, está há muitos anos no futebol. Está trabalhando neste momento nesta situação, diretamente com alguns meninos que podem vir a compor o grupo. Conto com ele também. É um jogador de suma importância para nós, assim como outros que vamos tentar trazer novamente, e outros atletas que ainda não passaram por aqui. Nossa intenção é de fazer um grupo forte, de jogadores que vão representar bem o clube nessas competições.

Como você imagina o reencontro com o torcedor?
Beto Campos - O torcedor está muito feliz pelo nosso retorno, mas sabemos que futebol é resultado. Nós vamos trabalhar muito para isso, e sei que o torcedor vai ter um pouco mais de paciência com nós pelo que já conquistamos. Viemos muito motivados a não ficar com o Gauchão, mas buscar ainda mais títulos aqui.


PUBLICIDADE

WEBTV

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS