Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Tragédia da natureza

Furacão Irma devasta ilhas do Caribe; números de mortos é impreciso

Tempestades devastaran as ilhas francesas de Saint Martin e Saint Barts

AFP
Devastação foi vista por quilômetros
O furacão Irma deixou devastou ilhas do Caribe. O número de mortos ainda é impreciso. Agências chegaram a divulgar nesta sexta-feira (8) que pelo menos 12 pessoas morreram. Divulgado na véspera, o balanço anterior era de quatro mortos. De intensidade sem precedentes, o furacão devastou as ilhas francesas de Saint Martin e Saint Barts.

As fortes rajadas arrancaram tetos, esmagaram contêineres de embarcações e deixaram escombros por todo lado. Aeroportos, portos e linhas telefônicas ficaram fora de serviço. Segundo a  Cruz Vermelha Internacional, o Irma afetou 1,2 milhão de pessoas, mas a cifra pode chegar a 26 milhões.

  • Ventos devem chegar hoje ao Haiti
    Foto: AFP
  • Vento destruiu cidades inteiras
    Foto: AFP
  • Furacão atingiu ilhas do Caribe
    Foto: AFP

A França tenta estabelecer uma ponte aérea para levar ajuda às ilhas afetadas e evacuar os feridos, explicou a ministra francesa de Ultramar, Annick Girardin, que chegou na última quinta-feira (7) juntamente com 150 socorristas a Guadalupe, que serve como base de operações. Enquanto isso, o Reino Unido desbloqueou 35 milhões de euros e enviou dois navios militares para auxiliar.

Em Porto Rico, 1,5 milhão de pessoas estão sem luz, enquanto rios transbordaram no centro e no norte da ilha. O governador Ricardo Rossello ativou a Guarda Nacional e abriu albergues para 62 mil pessoas.

Outras tempestades

Depois do Irma, o Caribe enfrentará a fúria de outros dois furacões: José e Katia. José, que segue a trajetória de Irma, se fortaleceu ontem e chegou na categoria 3, com ventos de até 195 km/h. Katia, de categoria 1, deve chegar à costa do estado mexicano de Veracruz também hoje.

Itamaraty presta solidariedade ao Haiti; tropas brasileiras seguem no país

Em sua página na internet, o Itamaraty prestou solidariedade ao Haiti, país onde as Forças Armadas brasileiras mantém uma missão de paz. Segundo a nota, "o Secretariado das Nações Unidas autorizou a extensão excepcional das operações humanitárias das tropas brasileiras no Haiti, em razão da passagem pelo norte do país do furacão Irma, prevista para esta sexta."

As tropas da Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah) encerraram oficialmente suas patrulhas militares em 30 de agosto deste ano e estão, no momento, em preparação para a desativação completa da missão até o dia 15 de outubro. Contudo, diante da gravidade da situação, bem como do histórico de cooperação diante de desastres naturais no Haiti, parte do contingente brasileiro foi deslocado preventivamente para a região que se encontra na rota do furacão, para minimizar o impacto por meio de orientação à população e prestação de ajuda humanitária imediata.

A nota diz ainda que "o governo brasileiro acompanha, com atenção, as notícias sobre a passagem do furacão Irma e reafirma sua solidariedade ao povo e ao governo do Haiti."


*Com informações da AFP


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS