Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Opinião

A lição do silêncio

"Estamos tão acostumados e nos deixar levar pelo ritmo acelerado e confuso que os dias atuais nos impõem"

Flávio FischerFlávio Fischer é tabelião e presidente da Fundação Semear
flavio@fischer.not.br

Li essa historinha abaixo nem sei onde, mas me fez refletir e repassar para vocês:

“Um fazendeiro descobriu que tinha perdido o relógio no celeiro, muito valioso e de grande valor sentimental.

Após extensa procura em vão, ele recorreu à ajuda de um grupo de crianças e prometeu uma valiosa recompensa para quem encontrasse o seu relógio.

Quando o fazendeiro estava prestes a desistir, um menino lhe pediu uma chance para tentar, já que todos os outros não conseguiram. 

Por que não? Seria uma tentativa a mais. Então, o fazendeiro autorizou o menino a entrar no celeiro.

Depois de um tempo, o menino saiu com o relógio em sua mão!!! 

Todos ficaram espantados.

Então o fazendeiro perguntou: ‘Como conseguiu encontrar?’
O menino respondeu: ‘Eu não fiz nada a não ser ficar sentado no chão. No silêncio, eu escutei o tique-taque do relógio e apenas olhei para a direção certa.’ “

Estamos tão acostumados e nos deixar levar pelo ritmo acelerado e confuso que os dias atuais nos impõem, que muitas vezes deixamos de encontrar dentro de nós mesmos as respostas para muitos questionamentos que surgem em nossas vidas.

Claro que os compromissos existem, os horários, as reuniões, as contas a pagar, as imposições absurdas de legislações fabricadas na calada da noite por parlamentares descompromissados com nosso País e nossa gente, os governantes doentes, que olham somente para o próprio umbigo. Mas precisamos encarar tudo isso como desafios a nos provocar para, na verdade, parar um pouco e buscar o silêncio.

Uma mente em paz pode pensar melhor do que uma mente confusa. Dê alguns minutos de silêncio à sua mente todos os dias, pois assim você ouvirá as batidas do seu coração, que te conduzirão na direção certa e te ajudarão a superar todas as adversidades com a sabedoria.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS