Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Sérgio Alves

A mentira e a obsessão

Leia artigo de Sérgio Alves

Pastor Sérgio AlvesSérgio Alves é pastor

servosa@hotmail.com

A obsessão é capaz de condenar a alma humana eternamente e de restringir o homem de desfrutar Deus nos dias de hoje. Realidade espiritual significa verdade que liberta (leia em João 8:32). Nós falhamos ao tocar a verdade e pendemos para a falsidade, pois, mesmo conhecendo a verdade, continuamos pensando que nossa maneira de agir e reagir está correta. Tal condição é um estado de obsessão.

Obsessão é a preocupação exagerada, o apego excessivo a uma ideia fixa; uma necessidade intensa de fazer algo ilógico ou insensato. Em 1João 1:8, está escrito que se alguém sabe que pecou e diz aos outros que não pecou, está mentindo. Já quem peca e pensa que tal pecado não é tão grave, que não há mal algum no que realizou, está em obsessão. O mentiroso conhece o seu pecado e tenta enganar aos outros, o obcecado, embora tendo pecado, crê e diz aos outros que não pecou. A mentira significa enganar aos outros, e a obsessão significa enganar a si mesmo.

Uma pessoa obcecada prova que é muito orgulhosa, porque a tendência dos soberbos é conceber pensamentos irreais a respeito de si mesmos. O orgulho destrói a alma humana, pois nos faz pensar de nós muito acima do que realmente somos.

No texto bíblico em Atos 9, está o relato da conversão do apóstolo Paulo. Ele estava totalmente obcecado, pois perseguia a Igreja do Senhor Jesus Cristo e pensava estar servindo a Deus zelosamente. Sua intenção de servir a Deus estava correta, mas sua atitude de perseguir os cristãos era reprovável, contudo, ele pensava estar correto. O texto esclarece que a luz divina libertou Paulo do engano que vivia. Semelhantemente, precisamos ter momentos diários de leitura da Bíblia a fim de recebermos a iluminação por meio da Verdade divina e sermos libertos de todo engano e obsessão. Vivamos a realidade!


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS