Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Opinião do Repórter

Cuidado com as crianças

Leia opinião de Juliana Flor

Não são raros os casos de mortes de crianças em acidentes domésticos no País. Pode soar drástico, mas, na realidade, é a principal causa de morte e de sequelas graves entre a faixa etária de zero a 14 anos. São cerca de 4,5 mil que morrem e outros 122 mil que precisam ser hospitalizados por quedas, afogamentos, queimaduras, intoxicação, sufocamento, acidentes de trânsito etc. Ou seja, em média 13 crianças ou adolescentes morrem por dia devido a acidentes, segundo a ONG Criança Segura.

Quando nasce um bebê, as pessoas só costumam ver o lado bonito da maternidade e não pensam que a criança não tem noção nenhuma de perigo. Uma mãe zelosa, muitas vezes, é vista como neurótica, mas medidas preventivas e atenção em tempo integral podem evitar o pior.

São muitas as histórias tristes que, retratadas pela mídia, parecem estar muito longe da gente. Na semana passada, dois gêmeos morreram afogados em uma piscina enquanto os pais cuidavam do jardim de casa em Mato Grosso do Sul. Aqui na região, lembro de pelo menos três casos de crianças entre 1 e 3 anos que perderam a vida por afogamento em piscinas só em 2017. Um na cidade de Igrejinha, outro em Portão e em Nova Petrópolis. Duas crianças também morreram devido à queda de janelas de prédios em Porto Alegre. Um de 5 anos em janeiro e um de 2 anos em junho.

A boa notícia é que medidas simples podem salvar os pequenos. Gastar um pouco de tempo com informação pode evitar uma vida inteira de tristeza.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS