Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Crime macabro

Mistério envolve furto de corpo em cemitério no Vale do Caí

Cadáver é de jovem executado a tiros no bairro Boa Saúde, em Novo Hamburgo

Divulgação
Marcos Braun, 23 anos,
Executado com dois tiros em Novo Hamburgo, o corpo de Marcos Braun, 23 anos, foi misteriosamente levado do túmulo da família em São Sebastião do Caí, no Vale do Caí. Ninguém sabe dizer o que pode estar por trás do furto, que deixou parentes atônitos, comunidade assustada e Polícia intrigada. Há hipóteses sob investigação, como vingança entre facções e magia negra, mas nenhuma até agora encontra justificativa plausível.

A morte foi há mais de três anos, e o sumiço do cadáver foi notado no mês passado.
“São comuns vandalismo e roubo de enfeites. Até um tampão de mármore já levaram. Corpo nunca. A gente não consegue entender. O pessoal ficou apavorado”, relata o gestor do cemitério católico Nossa Senhora de Lourdes, do bairro Rio Branco, Darci Gossler. A forma como ficou o túmulo indica que os ladrões foram com a intenção de levar o cadáver de Marcos.

Surpresa

Ele foi enterrado com a avó, sepultada há 33 anos. “Quebraram a tampa do caixão e levaram só o corpo. Os ossos da senhora, que haviam sido depositados em um saco no canto, ficaram espalhados. Isso tudo foi uma surpresa pra gente.” O cemitério fica à margem da RS-122, a quatro quilômetros do Centro.

“Nossa família está assustada”

O problema foi constatado na tarde de 11 de agosto, por um parente do morto. “Como estava perto do Dia dos Pais, fui arrumar o túmulo do meu sogro e aproveitei para ver o do Marcos. Daí notei que estava sem uma pedra. Pensei que fosse vandalismo e avisei o administrador”, relata o familiar, que pede para não ser identificado. Ele recorda que a Polícia foi acionada e constatou o furto do corpo. “Quando fui avisado, levei um susto. Comentaram que ele já tinha ido para a cadeia por tráfico, envolvimento com facção, essas coisas, só que ter o corpo roubado é demais. Nossa família está assustada.”

Polícia não tem pistas

Segundo a delegada de São Sebastião do Caí, Cleusa Spinato, não há qualquer pista que leve à autoria e ao motivo do furto. “Estamos investigando, mas não se tem elementos sobre isso.” Ela observa que o fato é inusitado e que mesmo a hipótese mais palpável, de algo relacionado a facções, não encontra respostas razoáveis. “Se vão fazer ameaças, mandar recado ou se vingar, a lógica é que façam com gente viva.” Outras possibilidades aventadas, de que havia algo de valor no corpo, como joias, ou um ritual de magia negra, são consideradas pela delegada como suposições do “imaginário popular”.

Morte foi no bairro Boa Saúde

Marcos Braun foi executado com um tiro na cabeça e outro nas costas, na noite de 26 de junho de 2014, na Rua Presidente Lucena, bairro Boa Saúde, em Novo Hamburgo. Ele estava de capacete. Ao lado do corpo, foi apreendido outro capacete. Segundo a Polícia Civil, Marcos dirigia uma moto e foi assassinado pelo caroneiro. O matador deixou capacete no chão e fugiu com a moto.

Jovem teria baleado dois

Morador de Novo Hamburgo, Marcos era acusado de duas tentativas de homicídio na cidade natal, São Sebastião do Caí, sete meses antes de ser executado. Ele teria atirado em dois homens no intervalo de dois dias no bairro Navegantes. O primeiro ataque foi na noite de 6 de novembro e o segundo, na noite de 8 de novembro de 2013.

Gêmeo está preso

O irmão gêmeo de Marcos, Maicon Braun, está preso na Penitenciária Modulada de Montenegro. Uma das acusações é de tentativa de homicídio. Os irmãos teriam agido juntos nos ataques do bairro Navegantes.


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS