Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Inusitado

Ladrão se grava no crime e acaba preso em Novo Hamburgo

Sorridente, bandido faz vídeo ao arrombar cofre e furtar R$ 10 mil em lancheria no Centro
28/09/2017 22:41 29/09/2017 11:00

Na era das selfies, ladrão grava o próprio crime e ensina como fazer. Procura ser didático ao explicar como arrombar o cofre e a desativar a central de monitoramento de vídeo da empresa invadida. Não é piada. É real e aconteceu em Novo Hamburgo na madrugada desta quinta-feira (28). Um foragido furtou 10 mil reais de uma lancheria na região central e, depois de registrar tudo  com o celular furtado, gastou parte do dinheiro com duas prostitutas e drogas em um motel. Mas ficou com o aparelho no bolso e foi rastreado até uma boca de fumo no bairro Liberdade, onde policiais militares o prenderam no início da tarde.

Diógenes Miguel Santos Kauer, 32 anos, entra no escritório da lancheria por uma janela do piso superior. Pega o celular funcional da casa de lanches e coloca no pulso o relógio de um gerente. Depois vai ao cofre, já com o aparelho na função de vídeo, e fala como se estivesse dialogando com espectadores. “Assim que a gente destrava o bagulho, ó.” Enquanto vasculha o dinheiro, dispara: “Olha só que bonito. Aí que eu te falo. Assim que é bom trabalhar!”. Ele mostra os maços de cédulas e termina: “Lindo, lindo!” 

“Pra não deixar rastro”

Kauer vai depois à sala onde fica a central de gravação de câmeras e dá uma aula, em tom professoral, sobre como apagar os arquivos. Antes, pega um suco sobre uma mesa: “Deixa eu tomar um Kapo, porque tô com sede.” Manuseia a central e começa a operação. “Pra não deixar rastro, a gente faz assim ó.” E termina o trabalho com um kit de ferramentas que trouxe na mochila.

Polícia Civil/Polícia Civil
Ladrão gastou quase metade do valor furtado com uma prostituta
Depois do furto, selfie no motel

O ladrão saiu da lancheria e caminhou pelo Centro com a mochila cheia de ferramentas e dinheiro. Decidiu comemorar. Contratou duas prostitutas, comprou cocaína e foi para um motel no Liberdade. A Polícia ainda não sabe se ele pegou táxi ou Uber. Passou a noite no quarto e, pela manhã, fez várias selfies com as mulheres ao fundo. Tudo no celular furtado. O programa custou caro. Kauer não admite que foi passado para trás, mas a Polícia acredita que as garotas aproveitaram o sono profundo do cliente para levar mais dinheiro que o combinado. Eles teriam ido embora com aproximadamente 3,2 mil reais. Quando preso, Kauer estava com 6,7 mil reais, que foram recuperados e devolvidos ao dono.

”Não é meu”

Kauer acordou tarde e foi a pé até uma boca de fumo nas proximidades da Rua Limoeiro. Por volta das 12h30, brigadianos da Base Móvel Comunitária chegaram a ele pelo rastreamento do celular. “Não é meu. Achei na rua”, alegou o suspeito. Foi só os policiais verificarem o aparelho para constatarem não só o furto, como também os inusitados vídeos. Kauer foi autuado em flagrante por furto na Central de Polícia. Em razão do xadrez superlotado, até o fim da noite ele aguardava, algemado no pátio da delegacia, uma vaga no sistema prisional.

Quem é ele

Destemido e bem-humorado, que se vangloria dos conhecimentos em arrombamentos, Kauer é um hamburguense do bairro Rincão já conhecido da Polícia no círculo vicioso do prende-solta. Ele era procurado por sentença de furto, de novembro do ano passado, do juiz da 3ª Vara Criminal de Novo Hamburgo, Ricardo Duarte, que aplicou dois anos e quatro meses no regime semiaberto pelo arrombamento de uma fruteira na Avenida 1º de Março, no Liberdade, em maio de 2015. Kauer levou carteiras de cigarros e outros objetos.

Um mês depois do crime, ele foi preso em flagrante por outro arrombamento e furto, em um apartamento na Rua Aquidaban, no Rio Branco. Na companhia de um adolescente de 17 anos, levou roupas, eletroeletrônicos e até medicamentos. “Esse aí prendemos várias outras vezes, mas sempre acaba solto”, comentou um policial.



Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS