Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Holanda

A atmosfera única de Amsterdã

Fácil de percorrer e muito plural, capital holandesa é um dos lugares mais fascinantes do continente europeu

Stephany Sander

O som intenso das campainhas das bicicletas que pedem passagem no trânsito de Amsterdã se contrapõem a calmaria dos canais que contornam a cidade. É difícil dizer exatamente onde mora o charme do local, cercado por água, prédios de fachadas históricas e coloridas, aliadas as muitas flores espalhadas pelas varandas das casas. Há ainda as moradias aquáticas, que navegam pelos canais junto com pequenas embarcações que transportam milhares de turistas todos os dias.

A liberalidade cultural e sexual, estampadas pelas vitrines de pequenos mercados e até grandes centros comerciais, há décadas deixou de ser novidade por lá, mas chama a atenção de quem circula pela cidade pela primeira vez. Acredito que o encanto de Amsterdã esteja simplesmente porque ali pode-se encontrar todas estas coisas, ao mesmo tempo e num único lugar.

Construída abaixo do nível do mar, a cidade tem o apelido de Veneza do Norte e pode ser conhecida a pé. Caminhando, a harmonia entre prédios, canais e barcos nos dá a impressão de estarmos passeando em uma cidade de brinquedo. Tudo é muito organizado, limpo e sinalizado, incluindo o trânsito, que conta com a bicicleta como principal meio de transporte. Considerada a capital do ciclismo, Amsterdã está há 5 anos no primeiro lugar do ranking de melhores cidades para se andar de bike. Alugar uma “magrela” para percorrer parte dos 400 quilômetros da ciclovia construída lá, é um dos melhores passeios a se fazer para explorar e viver, de fato, o clima do lugar.

Desbravar a cidade pela água também é uma ótima opção, e com um ângulo privilegiado. Através de pequenos barcos, com cobertura, o que possibilita um passeio também em dias chuvosos, é possível sair do coração histórico da cidade, chegando até a região portuária, com diversas novas construções de moderna arquitetura. O Nemo - Museu de Ciências, é um dos prédios que mais se destaca por ter uma cor verde turquesa e apresentar o formato de um barco gigante, com parte de sua estrutura construída dentro da água.


O Bloemenmarkt (Mercado das Flores) - Tendo como marca registrada as flores, principalmente as Tulipas, a Holanda é o país responsável por mais da metade da produção mundial das plantas, e Amsterdã concentra boa parte desta produção através de seu mercado de flores flutuante. Aberto em 1862, o Bloemenmarkt é o único mercado de flores flutuante no mundo, e fica localizado no Canal Singel. Contando com 15 floristas permanentes, é possível comprar no local, as famosas Tulipas em ramos, vasos, sementes em latas – para se plantar em casas –, bolbos, além de lembranças artesanais como espécies da flor esculpidas em madeira, além dos famosos tamancos, produzidos artesanalmente e conhecidos mundialmente como os calçados ícones da cultura holandesa.


Museu Anne Frank - É impossível não se emocionar ao adentrar na casa onde a jovem Anne Frank viveu com a família durante a segunda Guerra Mundial. Escondida por mais de dois anos em um compartimento secreto, localizado nos fundos do prédio que hoje abriga o museu, Anne vivia sem fazer qualquer barulho, e sem ser vista, caso contrário seriam todos enviados para um campo de concentração – eram judeus. O Diário de Anne Frank, livro mundialmente conhecido foi escrito ali, no quarto da menina que pode ser visitado. A casa é mantida com as janelas fechadas, para tentar incorporar o ambiente como era durante o esconderijo. Pelos cômodos, é possível ler diversos trechos do diário de Anne, seja nas páginas escritas por ela, dispostas nos espaços, ou através de projeções nas paredes. Fotos, filmes e objetos também ilustram um pouco do que aconteceu dentro daquele local e na vida daquelas pessoas.


Heineken Experience - O prédio que abrigou a primeira fábrica da cervejaria Heineken, em 1867, foi transformado em museu e é parada obrigatória para o fãs de uma das bebidas alcoólicas mais consumidas do mundo. O Heineken Experience proporciona um passeio pela história da cerveja e sobre seu processo de fabricação. É possível ver e cheirar alguns ingredientes como o lúpulo e a cevada, e há também uma degustação da cerveja sem o lúpulo durante a visitação aos tanques de fervura, além de uma aula sobre como degustar da maneira correta uma cerveja. O ponto alto do tour é a sessão de cinema 4D onde os visitantes ficam com a sensação de terem sido transformados em uma cerveja, sendo engarrafados e transportados durante o processo de produção.


Rijksmuseum - Inaugurado em 1800, o museu holandês é um dos maiores da Europa. Localizado em um dos prédios mais importantes e antigos de Amsterdã, o Rijksmuseum possui mais de 260 salas, além de uma coleção superior a 200 mil obras, com destaque para as do famosos Rembrandt e Van Gogh, além de trabalhos de Vermeer, Frans Haals e Jan Steen. Situado na Praça do Museu, onde diversos turistas fazem a clássica foto com o letreiro “I Amsterdam”, um lindo jardim ainda compõe a paisagem do Rijksmuseum, com destaque para um chafariz interativo e muitas flores.


  • Nemo - Museu de Ciências tem a forma de uma gigantesca embarcação
    Foto: Stephany Sander/Especial
  • Heineken Experience funciona no primeiro prédio da famosa cervejaria
    Foto: Stephany Sander/Especial
  • Rijksmuseum possui mais de 260 salas, além de uma coleção superior a 200 mil obras
    Foto: Stephany Sander/Especial
  • Embarcações transportam diariamente milhares de passageiros pelos canais
    Foto: Stephany Sander/Especial
  • O Bloemenmarkt (Mercado das Flores)
    Foto: Stephany Sander/Especial
  • Tamanco holandês é um dos ícones do país
    Foto: Stephany Sander/Especial
  • Amsterdã lidera ranking das melhores cidades para se pedalar
    Foto: Stephany Sander/Especial


PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS