Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

Anilado

Encontro de gerações para inspirar o sub-15 do Noia que encara a final do Gauchão

Campeões gaúchos de juniores em 1986 foram ao Estádio do Vale para falar com o time infantil nesta sexta-feira
27/10/2017 21:02 27/10/2017 21:03

Juarez Machado/GES
Campeões de 86 conversaram com o time infantil do Noia nesta sexta-feira
Na tarde deste sábado, 28 de outubro de 2017, a equipe sub-15 do Esporte Clube Novo Hamburgo começa a escrever um novo capítulo na história do Anilado. Contra o Juventude, o Noia fará, a partir das 16 horas, no Estádio do Vale, o primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho da categoria. O jogo da volta está marcado para o dia 11 de novembro, às 15h30, no Estádio das Castanheiras, em Farroupilha. E para inspirar a “Tropa do Vale”, como os jovens se intitularam, o Jornal NH promoveu, na tarde desta sexta-feira, o encontro dos garotos da Base Anilada com os campeões gaúchos de juniores de 1986.

Do grupo campeão na gestão do ex-presidente João Carlos Hartz, e treinados por Ronaldo Becker, quatro ex-atletas foram até o Vale para uma breve conversa com a meninada: Jéferson “Gaúcho” Schirmer de Vasconcelos – meia de grande sucesso no Botafogo e Flamengo, que tem sua venda considerada até hoje uma das mais caras do Novo Hamburgo –, Berion Veríssimo, Ivan Kasper e Antônio Rubilar Costa Marcelino. Orgulhosos em relembrar o feito com a camisa anilada há 31 anos – único título estadual expressivo de base do Noia –, os ex-atletas trouxeram sua experiência e incentivo para os garotos da equipe infantil, que neste sábado buscam seguir os mesmos passos.

Juarez Machado/GES
Ivan Kasper, Berion Veríssimo, Jéferson Gaúcho e Rubilar Costa no Estádio do Vale
“É uma honra voltar ao campo do Novo Hamburgo, mesmo não sendo o antigo Estádio Santa Rosa (onde o time de 86 foi campeão), e torcer para que a meninada consiga esse título de base que é muito importante. Na nossa época foi importante para o clube, para a cidade. Tivemos uma participação expressiva da torcida”, destacou Jéferson. “Foi o João Carlos Hartz, presidente da época, que soube segurar a gente dois anos (equipe foi vice-campeã estadual de juniores em 1985)”, reforçou Berion.

“Tivemos bastante sucesso nestes dois anos. Na época, era Grêmio e Inter, e ganhávamos de todos. O clube precisa dar oportunidade para esses guris que estão na base, é fundamental ter uma base forte para que o clube se estruture e consiga crescer. Ele só se torna grande com categorias de base. É preciso investir ainda mais”, completou Jéferson.

O ANILADO MEXE COM OS CORAÇÕES

Foram oito anos atuando de forma efetiva no Novo Hamburgo. Presidente do título de 86, João Carlos Hartz, ainda celebra a importante conquista. “Novo Hamburgo nunca havia sentido essa alegria. Era o melhor time do campeonato. Alguns jogadores se consagraram, como o Jéferson. Uma pena que agora o Novo Hamburgo não tenha uma adesão tão grande de empresas e comunidade. Naquela época meu hobby era o futebol, agora são os cavalos. Continuo torcendo. Meu coração é anilado”, destacou João Carlos Hartz. O treinador Ronaldo Becker reforçou que o título de 86 pode sim servir como exemplo para os meninos do sub-15. “Vamos relembrando o quão importante foi esse título. Foi um sucesso. Muitas pessoas acreditavam porque em 1985 o trabalho foi maravilhoso. Vencemos graças ao trabalho em conjunto. Amo o Novo Hamburgo e amanhã (sábado) vou estar nesse jogo”, enfatizou Becker.

INSPIRAÇÃO E FOCO NA DECISÃO

O capitão da equipe sub-15 do Anilado, o volante Felipe Fraga, aprovou a conversa com os campeões de 86. “É uma inspiração. Naquela época para eles foi inédito assim como está sendo para nós agora. Todas as palavras deles servem de inspiração, porque todos nós que estamos na base do Novo Hamburgo queremos chegar no profissional. E eles conversando conosco é incrível”, afirmou Fraga, que espera um jogo difícil neste sábado. Antes do final do sub-15, a equipe juvenil do Noia encara o jogo de ida das quartas de final do Campeonato Gaúcho contra o Brasil de Pelotas, às 14 horas, no Vale. Não será cobrado ingresso nem estacionamento.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS