Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Assédio

Goleira Hope Solo acusa Joseph Blatter de apalpá-la durante cerimônia da Bola de Ouro

Jogadora norte-americana revelou assédio a jornal português
10/11/2017 20:16 11/11/2017 10:04

Reprodução
Hope Solo
Em meio às denúncias de assédio sexual na indústria do entretenimento e, principalmente, em Hollywood, a goleira americana Hope Solo deu sua contribuição ao debate. Em entrevista ao jornal português Expresso, ela revelou que também foi alvo de abuso. O acusado? Ninguém menos que Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa.

Segundo a goleira da seleção americana de futebol, o ex-presidente da Fifa apalpou suas nádegas durante a cerimônia do prêmio Bola de Ouro em janeiro de 2013. O episódio narrado ocorreu quando ela entregou o prêmio de melhor jogadora daquele ano para a compatriota Abby Wambach.

"Ele apalpou minha bunda. Posso falar sobre isto? (pergunta a sua assessora). Foi na entrega da Bola de Ouro há uns anos, mesmo antes de subir ao palco", disse a americana.

Em declaração à agência France Presse neste sábado (11), o ex-presidente da Fifa considerou "ridícula e absurda" a acusação de assédio sexual feita contra ele.

Hope Solo revelou já ter se sentido assediada também por outras jogadoras. "Falo sempre diretamente com as pessoas envolvidas quando estas coisas acontecem. Por exemplo, já tive de dizer a companheiras minhas: Não me toquem! Não o façam!". Já aconteceu nos chuveiros, nos vestiários... No caso de Blatter, estava nervosa antes da apresentação. Depois disso, não voltei a vê-lo. Não tive oportunidade de confrontá-lo e dizer-lhe: Não volte a tocar-me!".

AFP
Joseph Blatter
Procurado pela reportagem do jornal, Blatter qualificou as acusações de Solo de "ridículas". A goleira aproveitou para alertar que, embora este tipo de acusação seja comum a homens brancos poderosos, é importante estar alerta para o fato de que o assédio pode vir de qualquer lugar.

"Estou muito desapontada com as mulheres que não falaram sobre isto no mundo do esporte. Sim, toda gente tem direito às suas decisões pessoais, e, sim, é desconfortável. Mas gostaria que mais mulheres, sobretudo no futebol, falassem das suas experiências. Porque algumas dessas pessoas ainda trabalham no futebol e algumas das jogadoras ainda têm esses comportamentos. É importante que percebamos que isto não acontece apenas com os poderosos homens brancos. Pode acontecer com qualquer pessoa, pode acontecer entre mulheres, pode acontecer em qualquer lugar. Estamos focados nos poderosos homens brancos, porque é provavelmente mais normal com eles, mas pode acontecer em qualquer lado."

Joseph Blatter, de 81 anos, presidiu a Fifa entre 1998 e 2015. Foi banido do futebol por oito anos depois que foi descoberto um pagamento de 2 milhões de francos suíços feito em 2011 ao então dirigente da Uefa Michel Platini (também banido) e por violar o código de ética da federação. Eles alegam que a remuneração foi legal.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS