Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Tricolor na final

Agora só resta o Lanús no caminho do tri da Libertadores

Apesar da derrota de 1 a 0 para o Barcelona-EQU, na Arena, Grêmio está na final da Libertadores
02/11/2017 00:11 02/11/2017 09:09

Juarez Machado/GES
Grêmio de Luan perdeu por 1 a 0 na Arena, mas no placar agregado fez 3 a 1 no Barcelona-EQU e está na decisão
Daqui a exatamente 20 dias o Grêmio estará disputando mais uma final de Copa Libertadores. Pela quinta vez na sua história o Tricolor buscará o título da competição continental, desta vez o tricampeonato. E será diante dos argentinos do Lanús, com o primeiro jogo marcado para a Arena, no dia 22 de novembro. O segundo confronto, fora de casa, será no dia 29. A classificação para a decisão foi confirmada na noite desta quarta-feira, no estádio gremista, porém, construída na primeira partida da semifinal, no Equador, quando o time de Renato Portaluppi teve uma atuação perfeita e venceu o Barcelona-EQU por 3 a 0. Nesta quarta, frente ao seu torcedor, o Grêmio não teve o mesmo brilho e acabou sendo derrotado por 1 a 0 pelos equatorianos, gol marcado ainda no primeiro tempo por Jonatan Álvez.

Uma atuação bem distante daquela do primeiro jogo em Guaiaquil. Em campo, o Tricolor pareceu ter deixado o futebol no Equador. Sem poder contar com a referência física na frente, que trazia um pouco mais de preocupação – o paraguaio Lucas Barrios sentiu um desconforto muscular e ficou fora do jogo –, o time gaúcho não levou muito perigo para a defesa do Barcelona. Fato que fez com que os visitantes agredissem mais o Grêmio no primeiro tempo. E o gol dos adversários chegou aos 32min. Caicedo fez um carnaval na zaga gremista pela esquerda, bateu cruzado, a bola desviou em Kannemann e sobrou para Jonatan Álvez marcar. O Tricolor segurou o resultado e entrou na segunda etapa com mais vontade, podendo ter empatado com Cícero e Jael. Mas como a vaga estava encaminhada mesmo com o 1 a 0, o time administrou e carimbou sua quinta participação em uma final de Libertadores. Após o apito final, Jonatan Álvez ainda foi expulso por reclamação.

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Arthur, Cícero (Jael) e Ramiro (Michel); Fernandinho (Everton) e Luan. Técnico - Renato Portaluppi.

BARCELONA-EQU
Banguera; Velasco, Arreaga, Mena e Beder Caicedo; Minda, Oyola, Esterilla (José Ayoví), Damián Dias (Ariel), Marcos Caicedo (Castillo); Jonatan Álvez. Técnico - Guillermo Almada.

DETALHES
Local - Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Arbitragem - Roberto Tobar, auxiliado por Carlos Astroza e Cristhian Schiemann (trio chileno).


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS