Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Mistério

Polícia não descarta que crânios tenham sido usados em ritual de magia negra

Perícia dirá se ossadas são as partes que faltavam das crianças esquartejadas encontradas em Lomba Grande
14/11/2017 08:18 14/11/2017 08:18

Inicialmente, peritos suspeitam que crânios sejam de duas crianças

Uma das hipóteses levantadas pela Polícia é de que os crânios – possivelmente de duas crianças devido ao tamanho –, encontrados na tarde do último domingo em São Leopoldo, tenham sido usados em um ritual de magia negra. Junto aos restos mortais, ainda estavam dentro do plástico, ossos e restos de galinha. No local, havia também, conforme a Polícia, um vaso feito de barro, semelhante a uma taça. As partes foram localizadas em meio ao mato, dentro de uma antiga caixa d’água do Parque do Trabalhador, no bairro Vicentina, em São Leopoldo.

“Pelas circunstâncias, uma das hipóteses é de que os crânios possam ter sido usados em algum ritual. Ou foram só descartados ali mesmo”, analisa o chefe da investigação da Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH) de São Leopoldo, Odilei Betanin.

Somente exames poderão determinar a identidade das vítimas, porém a suspeita é de que sejam partes que faltavam de ossadas de duas crianças esquartejadas e localizadas no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, no início de setembro.

Uma moradora local, que prefere não ser identificada, ficou assustada com a situação. “No meio da tarde ainda fui ao Parque com meus filhos. Mas já pensamos várias vezes em não frequentá-lo mais justamente por ali ter se tornado local de desova de corpos”.

  • Vaso de barro foi encontrado no local onde estavam os crânios
    Foto: Divulgação
  • Crânios foram encontrados no fim da tarde deste domingo (12) no Parque do Trabalhador, em São Leopoldo
    Foto: Divulgação
  • Crânios foram encontrados no fim da tarde deste domingo (12) no Parque do Trabalhador, em São Leopoldo
    Foto: Divulgação

Como foram localizados

Os crânios foram encontrados por um funcionário do parque por volta das 17h30 do último domingo. O trabalhador teria sido avisado por pessoas que passaram pelo local e que teriam desconfiado do conteúdo dentro da sacola. Na sequência, ele acionou a Guarda Municipal. O funcionário deveria prestar depoimento ontem à tarde.

Investigação

Agentes das delegacias de Homicídios de São Leopoldo e de Novo Hamburgo trabalham juntos para desvendar o mistério. “Estamos trabalhando em conjunto com a equipe de São Leopoldo e já solicitamos perícias para confrontar com as crianças achadas no Município. A ligação ou não com o fato depende deste resultado da perícia”, diz o titular da Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo, delegado Rogério Baggio.

Ainda conforme o delegado, as características do local onde os crânios foram localizados em São Leopoldo são semelhantes às de onde estavam os membros das crianças em Novo Hamburgo. “O saco plástico azul é bem parecido com aquele onde estavam as partes das crianças, mas só o resultado dos exames irá informar com exatidão”, diz.

Denúncias à Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo pode ser feitas ao número (51) 98416-8902. O sigilo é mantido.

Informações e detalhes que possam auxiliar nas investigações também podem ser repassadas à Delegacia de São Leopoldo pelo telefone (51) 98590-0522 por mensagens nos aplicativos WhatsApp e Telegram.

Entenda o caso

No dia 4 de setembro, por volta das 10 horas, um homem que recolhia lixo espalhado na beira de estrada, em Lomba Grande, viu apenas um tórax dentro de uma sacola plástica azul. No mesmo local, a Brigada Militar encontrou o tronco de um corpo que parecia ser de uma mulher dentro de outra sacola plástica. Três metros atrás, havia mais duas caixas de papelão fechadas com partes de corpos.

No dia 18 de setembro, a Polícia encontrou, também em uma estrada de Lomba Grande, mais partes dos corpos das vítimas. Os novos sacos estavam a um quilômetro de distância do primeiro achado.

A Perícia confirmou que os corpos são de duas crianças. Um menino com idade entre 8 e 9 anos e uma menina com no máximo 12 anos. Os técnicos também confirmaram que os dois são irmãos apenas por parte de mãe. Até o momento, a identidade das vítimas, a motivação e quem cometeu o crime seguem em aberto.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS