Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Seu Problema

Quando chove, cinco casas ficam no meio do esgoto no bairro Canudos

Problema ocasiona acúmulo de água, além de entupimento de bueiro e banheiros na Rua Berlim
14/11/2017 19:11 14/11/2017 19:11

Bianca Dilly/GES-Especial
Moradores do bairro Canudos sofrem com esgoto
Sempre que chove, é a mesma coisa. Como uma cascata, a água escorre volumosa pela Rua Berlim, no bairro Canudos, em Novo Hamburgo. Em um dos pontos, a via possui um aclive, o que contribui para que a pressão na descida seja ainda maior. Mas não é apenas a água. O líquido vai acompanhado de areia e folhas, oriundas de um dos terrenos que fica mais acima na rua. Todo esse material se aglomera, e o primeiro bueiro depois do problema acaba virando o depósito da sujeira. Para piorar o quadro, a rede de esgoto entope, bem como os banheiros dos moradores. Sem o escoamento dos dejetos, são cinco casas, com 17 pessoas, que sofrem com o transtorno.

Segundo quem vive no local, o cenário é esse há mais de dois anos. Contudo, nos últimos tempos, o problema vem se agravando. “A água fica parada na frente da nossa casa e eu chego a tirar a areia que fica amontoada com o carrinho de mão. Não podemos nem sair ou tomar um chimarrão no pátio, porque não tem condições de passarmos no meio do esgoto. O fedor também é tanto que não dá para aguentar. A gente se sente muito mal com isso”, reclama a serviços gerais aposentada Anita Schmidt, 68 anos.

Além das complicações para a sua família, o industriário Juarez de Lima Siqueira, 54 anos, afirma que até as suas responsabilidades profissionais são afetadas pela situação. “Isso atrapalha toda a nossa vida. Eu tenho o meu negócio, mas como vou receber os clientes dessa forma? Não tem como eles entrarem no esgoto. Até mesmo o meu carro precisa passar no meio das fezes e depois tenho que colocar ele dentro da garagem. Não dá mais para levar assim”, evidencia.

O grupo de hamburguenses explica que já abriu diversos protocolos na Prefeitura de Novo Hamburgo, fazendo a solicitação do trabalho. Os moradores dizem que, na última semana, servidores municipais estiveram no local, conferindo o problema. As informações repassadas foram de que nada poderia ser feito nesse ano e o encanamento só receberia a manutenção em meados de fevereiro. Em nota, a administração municipal, por meio da Secretaria de Obras Públicos, Serviços Urbanos e Viários, comunica que a pasta irá ao local estudar quais as possíveis soluções para o problema.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS