Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Motores
Impressões ao dirigir

Sempre pronta para longas jornadas

Autonomia de quase 900 km permite longas viagens sem abastecer a Chevrolet S10
14/12/2017 16:54 14/12/2017 16:54

Adair Santos/GES-Especial
Com a tração 4x4, não tem tempo ruim para esta picape

Autonomia, no mundo automotivo, é a distância que um veículo pode rodar sem reabastecer. Característica importante para quem precisa vencer grandes trechos de fazenda ou regiões que não têm postos. Pois saiba que a S10 diesel pode rodar 900 km com um tanque de 76 l. É quase o dobro de muitos carros e o suficiente para ir de Novo Hamburgo a Montevidéu, no Uruguai.


Mesmo que haja postos pelo caminho, esse atributo permite menos paradas e evita ter que abastecer em estabelecimentos de “qualidade duvidosa”. Com um tanque cheio, foi possível sair do Vale do Sinos e ir até Bombinhas, no litoral catarinense, distante 500 km, e retornar até metade do caminho, parando apenas em Torres. Quando entrou na reserva, aos 860 km, o computador de bordo indicava que poderiam ser percorridos mais 100 km. Isso tudo com uma média de 11,8 km/l. Na hora de abastecer, outra alegria: o litro do diesel sai por 3,20, 1 real a menos que o da gasolina.

Adair Santos/GES-Especial
Santo-antônio é um dos diferenciais da High Country


Dirigir a S10 agora tornou-se uma experiência ainda mais agradável por conta da tecnologia CPA, que reduz as vibrações do câmbio automático nas arrancadas. Para isso, um sistema pendular é utilizado internamente. A melhora é percebida principalmente nas saídas de sinaleira.

Os 200 cv e 50 kgfm de torque garantem ótimo desempenho. As acelerações são fortes e as retomadas ocorrem com pouca pressão no pedal. A 110 km/h, na BR-101, é bastante silenciosa. Nem parece que se está a bordo de um veículo a diesel: o motor trabalha mansinho... E com a tração 4x4 com reduzida, não há tempo ruim para essa picape. Dá até vontade de pegar um engarrafamento em Laguna só para achar uma estradinha de chão alternativa... Mas com a estrada duplicada, isso é coisa do passado.


Segurança: alertas de desvio de faixa e de colisão frontal

Ergonomia a bordo é boa, assim como a qualidade dos materiais. Pontos também para o sistema multimídia MyLink – fácil e intuitivo de usar.

Adair Santos/GES-Especial
MyLink é um dos destaques a bordo


Além de freios ABS com EBD (distribuição da força de frenagem), conta com alerta de desvio de faixa, dotado de uma câmera na parte superior do para-brisas que “lê” as demarcações no asfalto e emite um aviso toda vez que perceber que a picape está saindo involuntariamente da pista. Porém, se o pisca estiver acionado, o mecanismo entende que a manobra é intencional e não entra em ação.

Já o alerta de colisão frontal permite estabelecer eletronicamente uma distância mínima em relação ao veículo da frente, podendo ser alertado caso o outro automóvel sofra uma redução de velocidade repentina. Além de luzes vermelhas piscarem na base do para-brisa, um alarme soa pelos alto-falantes.


Conforto e tecnologia 


Entre os itens de comodidade disponíveis destacam-se:

- Acendimento automático dos faróis

- Sensor de chuva

- Retrovisor central eletrocrômico

- Câmera de ré com gráficos para auxílio em manobras

- Sensor de estacionamento dianteiro

- Acionamento remoto da ignição

- Sistema de áudio premium de alta definição

- Vidros laterais com mecanismo de abertura e fechamento por meio da chave

- Lanternas e luzes de neblina, ar-condicionado digital com oito velocidades, rebatimento elétrico dos retrovisores externos e banco do motorista com ajustes elétricos também são de série na High Country

Uma usina de força

Adair Santos/GES-Especial
Motor esbanja potência e principalmente torque

Sob o capô, o turbodiesel 2.8 de quatro cilindros gera 200 cv e 51 kgfm de torque. É força mais do que suficiente para movimentar a picape. O câmbio automático de seis marchas tem as opções 4x4 e 4x4 reduzida, acionadas por meio de botão próximo à manopla. A aceleração de 0 a 100 km/h ocorre em 10,3 s, número muito bom para seus 2.042 kg (108 kg a mais que a flex, com 1.934 kg).

Adair Santos/GES-Especial
Câmbio com novo sistema CPA contribui para reduzir vibrações


Controles eletrônicos


Modelo conta com controles eletrônicos de tração (TC) e de estabilidade (EPS), assim como os assistentes de partida em rampa (HSA) e o de descida (HDC). Enquanto o assistente de partida em rampa não permite que o veículo recue em saídas íngremes, o assistente de descida controla a velocidade em ladeiras íngremes sem a necessidade de intervenção do motorista.


Jornal NH

Motores

por Adair Santos
abcmotores@gruposinos.com.br

Gasolina na veia - O tricampeão de Fórmula 1 Nelson Piquet sempre alardeava que nas suas veias não corria hemoglobina, e sim gasolina. Uma anomalia genética que atinge milhões de pessoas no mundo e, pelo jeito, não tem cura. Jornalista há 15 anos, Adair Santos é um desses anormais que literalmente respiram tudo que diz respeito a veículos. Editor do caderno Motores, que circula semanalmente às quartas-feiras no Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas, é apaixonado por carros, motos e aviões - ou seja, tudo o que tem motor, exceto a maquininha de obturação do dentista. Motores invade a rede - Os carros recém-lançados, aqueles protótipos bizarros que talvez nunca cheguem às ruas, dicas úteis sobre veículos e testes exclusivos. Além da versão impressa, que circula semanalmente às quartas-feiras no Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas, agora as notícias sobre veículos contam com este importantíssimo espaço virtual para serem divulgadas. Não deixe de participar mandando sugestões e, quem sabe, até um flagrante fotográfico de um veículo que ainda está em fase de testes e futuramente vai ser fabricado no Brasil. Eu e minha máquina - Se você tem orgulho da sua máquina, seja ela um carro antigo ou novo, motocicleta, um triciclo ou até bicicleta, envie sua foto. Junto, informe seu nome completo e idade, cidade onde reside, telefone para contato, marca, modelo, ano de fabricação do veículo e desde quando tem ele na garagem. Mas atenção: não vale mandar só a foto do carro ou moto, você também tem que aparecer na imagem. Então, mãos à obra: passe uma cera na lataria, um gel no cabelo e faça o registro fotográfico.

PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS