Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Após academia

Seis atitudes que aceleram a recuperação muscular após o treino

Excesso de malhação, sem descanso e sem a manutenção de hábitos saudáveis, não ajuda a ganhar massa muscular e acaba prejudicando a saúde
01/12/2017 11:27 01/12/2017 11:28

Divulgação
Excesso de malhação, sem descanso e sem a manutenção de hábitos saudáveis, não ajuda a ganhar massa muscular e acaba prejudicando a saúde
A conquista de um corpo bem definido não depende apenas da malhação. Não adianta se exercitar intensamente por longos períodos e, logo em seguida, parar em uma lanchonete em frente a um copo de refrigerante, hambúrguer e fritas. Além das calorias ingeridas de uma só vez, que podem, muitas vezes, exceder a quantidade gasta na academia, a qualidade dos alimentos interfere diretamente nos resultados do treino. E o momento de ingeri-los também! Ou seja, não comer nada após o treino também não é uma boa alternativa.

Os cuidados antes e depois do treino têm o objetivo de acelerar a recuperação dos músculos trabalhados. Esse processo é essencial para que os músculos cresçam e sejam definidos. Hábitos que dificultam ou impedem essa recuperação podem criar uma bola de neve, em que o trabalho realizado na academia é, continuamente, perdido logo em seguida.

Veja seis dicas para que você consiga potencializar ao máximo a sua rotina de exercícios e modificar o seu corpo de verdade.

Alongamento – a primeira e mais simples dica para se manter os músculos saudáveis e prontos para seguir treinando. Apesar de ser, muitas vezes, negligenciado, apenas alguns minutos de alongamento cotidianos podem ser milagrosos para o corpo. Auxiliando a evitar dores e melhorar a flexibilidade, pois promove o estiramento das fibras musculares, fazendo com que aumentem o seu comprimento. E deve ser repetido, sempre, antes e depois das atividades físicas.

Consumo de carboidratos logo após os treinos – conforme costumam definir alguns preparadores físicos, o período logo após o treino é conhecido como “janela de oportunidades”. É momento em que o organismo está mais aberto à absorção e utilização de nutrientes. E, nos trinta minutos imediatamente após a realização dos exercícios, é necessário repor os estoques de glicogênio, responsáveis por fornecer energia aos músculos. Aconselha-se, nesse período, o consumo de carboidratos de fácil digestão e ricos em nutrientes presentes, por exemplo, em frutas ou em suco de frutas.

Tome whey protein – extraído da proteína do leite, esse suplemento alimentar natural com alta concentração de aminoácidos de cadeia ramificada tem se tornado extremamente popular entre esportistas e frequentadores de academias. O consumo de proteínas está relacionado ao processo de regeneração muscular, necessário para curar as pequenas feridas causadas pelos exercícios, principalmente os de musculação. E as proteínas de alto valor biológico fornecidas pelo whey protein permitem uma recuperação eficaz, além de auxiliarem na redução das gorduras, na melhora do sistema imunológico e no combate aos radicais livres. Indica-se o consumo logo após o treino, no caso das atividades de alto impacto e intensidade, ou pela manhã, em jejum, no caso daqueles que possuem uma rotina moderada de exercícios.

Intervalos entre os treinos – para o crescimento saudável dos músculos, os momentos de descanso são fundamentais. Os músculos crescem, justamente, durante o seu processo de regeneração, após os exercícios, e não durante os exercícios, como se costuma pensar. No momento da recuperação muscular, que pode demorar em torno de 24 a 48 horas, orienta-se a realização de atividades leves ou o treinamento de outros grupamentos musculares. Caso o músculo trabalhado seja estimulado com intensidade antes de se recuperar, podem ocorrer lesões e, ao invés de se desenvolver, ele pode se deteriorar.

Boas noites de sono – dormir, pelo menos, oito horas por noite também pode ajudar bastante na recuperação e no crescimento muscular. É justamente enquanto dormimos que ocorre o momento mais intenso da regeneração dos músculos. Os hormônios associados ao crescimento muscular, tais como o HCG, são sintetizados durante as fases mais profundas do sono. Além de estimular o crescimento e a recuperação muscular, esse hormônio estimula a construção óssea e a queima de gordura. E para que se mantenha em níveis adequados, boas noites de sono são fundamentais!

De olho na hidratação – hidratar-se, sempre, com água, principalmente, é extremamente importante para os que praticam exercícios! O esquecimento desse hábito essencial pode levar à desidratação e desencadear outros problemas de saúde mais graves.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS