Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Marco Cassel

Gérbera amarela

Leia artigo de Marco Cassel
01/02/2018 08:00 02/02/2018 17:20

Marco Cassel Marco Cassel é palestrante
consultoria@marcocassel.com.br

Estávamos, eu e minha esposa, arrumando os detalhes para a festa de aniversário de nossa filha. Colocamos uma mesinha branca, antiga, contra uma parede da mesma cor. A sala ficou tão fria, tão pálida. Foi quando lembramos de uma gérbera amarela que tínhamos num vaso. Posicionamos aquele vaso no centro da mesinha, e que surpresa... Aquela única gérbera amarela encheu a sala de vida, de cor. Emprestou sua delicadeza e simplicidade para preencher o vazio daquele espaço.

Às vezes, nosso coração está como aquela sala: frio, pálido, vazio. Precisando de uma “gérbera amarela”, simples e delicada. Um sorriso, um beijo, um abraço são suficientes para encher de vida este espaço. Coisas simples e tão importantes. Pensando bem, as coisas mais importantes na nossa vida são as mais simples. O abraço de um filho, a sensação de paz quando estamos com nossa família, o retorno para casa no final do dia, o sorriso de um bebê e tantas outras coisas que não precisamos comprar, que podemos dar e receber gratuitamente numa eterna troca que enriquece a todos.

O jardim de nossa existência está repleto de gérberas amarelas esperando para serem colhidas, mas temos olhos apenas para as ervas daninhas que se espalham por ele. É como se cultivássemos estas ervas e não as flores.

A partir de agora, como bons jardineiros, vamos começar a olhar para as gérberas de nosso jardim e arrancar as ervas daninhas para que não cubram sua beleza, para que possamos colher as mais lindas gérberas amarelas e distribuir com muita alegria para todos os corações aflitos.

O nosso prêmio por todo este trabalho? Quanto mais gérberas colhermos e distribuirmos, mais e mais nascerão em seu lugar, num infinito ciclo de semeadura e multiplicação em nosso jardim da existência.


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS