Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Crime macabro

Irmãos esquartejados seriam argentinos e teriam sido 'comprados' para ritual satânico

Crianças teriam sido sacrificadas no templo do bruxo suspeito com o objetivo de atrair prosperidade
04/01/2018 07:00 04/01/2018 18:39

Adriana Lima/Adriana Lima/GES-Especial
Partes dos corpos foram encontradas em estrada de Lomba Grande nos dias 4 e 18 de setembro
A prisão do líder de um templo satânico, revelada na quarta-feira (3) pelo Jornal NH, abriu frente para a Polícia apurar a origem das duas crianças esquartejadas e desovadas no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, em setembro. A principal suspeita é que os irmãos – um menino de 8 a 10 anos e uma garota entre 10 e 12 anos – tenham sido sequestrados ou comprados na Argentina para o ritual na região metropolitana de Porto Alegre. O sacrifício das crianças, segundo a Polícia, foi sugerido pelo satanista suspeito e encomendado por uma família hamburguense com o objetivo de atrair prosperidade.

Um dos indícios sobre a procedência das vítimas é que um dos procurados pelo crime é um argentino que estava em Novo Hamburgo no último dia 27, quando os agentes capturaram o bruxo e dois seguidores. O estrangeiro e dois outros supostos comparsas conseguiram fugir. Estão com prisão temporária decretada. A investigação apurou que o argentino teria sido encarregado de conseguir as crianças para o sacrifício.

A Polícia já havia concluído que as crianças eram estrangeiras porque o DNA dos corpos não foi encontrado nos bancos genéticos do País e também porque não há ocorrência de desaparecimento de irmãos no Brasil com as características das vítimas.

Ideia dos satanistas era não deixar pistas

A ideia dos responsáveis pela bruxaria, conforme a investigação, era complicar a identificação dos corpos quando fossem encontrados mutilados. Eles conseguiram, pois obrigaram a Polícia a uma peregrinação atrás de crianças desaparecidas. Os agentes chegaram, por exemplo, a percorrer escolas do Estado para pesquisar alunos faltosos.

Passados quatro meses, a Polícia só conseguiu descartar a identidade brasileira. Descobrir irmãos argentinos desaparecidos é encarada como missão ainda mais complicada. Apesar dos indícios que levam ao estrangeiro morador de Novo Hamburgo, ainda não há pistas sobre qual região do país vizinho ele teria pego as vítimas.

Prisões no templo e em sítio

Na tarde de 27 de dezembro, os policiais prenderam o feiticeiro, que se intitula mestre e bruxo. Ele estava no templo, onde mora, que fica no meio do mato, em área de difícil acesso da região metropolitana. No altar, diante de uma estátua de Lúcifer, havia uma bacia com crânio humano rodeado de sangue. O feiticeiro admitiu rituais satânicos, mas negou envolvimento no caso de Lomba Grande. Enquanto isso, outra equipe prendia em um sítio de Lomba Grande o homem que teria encomendado o ritual e um parente. Eles também negaram. Os três foragidos são o argentino e outros dois familiares do “cliente” do bruxo, pois todos teriam participado do sacrifício das crianças.

Buscas no litoral

Agentes da Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo foram ontem ao litoral atrás dos foragidos. Os três procurados e os três detidos estão com prisão temporária de 30 dias decretada, razão pela qual os nomes não são divulgados, pois os mandados são referentes ao período de investigação. Desde a semana passada, os policiais procuram, em uma propriedade de Lomba Grande, as cabeças das crianças. É perto de onde troncos e membros foram encontrados nos dias 4 e 18 de setembro. O delegado Moacir Fermino Bernardo, que responde pela Delegacia de Homicídios, está incomunicável. O caso é conduzido com total sigilo.

Crianças esquartejadas


Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS