Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Rua Jornal NH, 99 - Bairro Ideal - Novo Hamburgo/RS - CEP: 93334-350
Fones: (51) 3065.4000 (51) 3594.0444 - Fax: (51) 3594.0448

PUBLICIDADE
Política

Pedido de habeas corpus de Lula é negado por Edson Fachin

Agora, caso irá ao plenário do Supremo tribunal Federal
09/02/2018 20:26 10/02/2018 11:19

Fernando Frazão/Agência Brasil
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin negou, nesta sexta-feira (9), um pedido de habeas corpus preventivo da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O caso, contudo, foi enviado ao plenário do Supremo tribunal Federal (STF), onde a decisão final será votada por ele e os outros dez ministros.

Lula foi condenado em segunda instância, no mês passado, a 12 anos e 1 mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

A decisão de Fachin "dará ao Plenário do STF a oportunidade de aplicar a Constituição Federal, especialmente no que se refere à garantia da presunção de inocência até decisão final", segundo a defesa de Lula.

Esse recurso vai retomar a discussão, no STF, sobre quando executar penas de prisão. Em fevereiro de 2016, o Supremo considerou, por seis votos a cinco, que a partir de uma condenação em segunda instância, os sentenciados já podem ser presos. O tema, contudo, foi alvo de polêmicas entre os ministros desde então.

A defesa de Lula alega que a prisão a partir da segunda instância viola o princípio constitucional de presunção da inocência. Se o STF mantiver sua decisão, Lula poderia ser preso nos próximos meses, após se esgotarem os recursos restantes dentro do TRF-4.




Jornal NH
PUBLICIDADE

WEBTV

PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS